Angela Natel On sábado, 9 de setembro de 2017 At 04:36



“Eu só creria num Deus que soubesse dançar...”
Friedrich Nietzsche

“...e dizem: Eis aí está um glutão, bebedor de vinho, amigo de publicanos e pecadores...”
Jesus de Nazaré

“...veio o Filho do Homem...que comia e bebia...e vós não cantastes...”
Jesus de Nazaré

De fato em Jesus Deus dança com os homens.

Ninguém que leia o Evangelho deixará de ver Jesus em constante danças...

Começa Seu ministério interrompendo a falência de uma festa...transforma água em vinho...

Ele é recriminado porque atende a convites para festas em casas de pessoas pouco recomendáveis.

Sua misericórdia para com o drama humano é musica da Graça aos ouvidos oprimidos.

E quando Ele deseja expressar a alegria de Deus e de anjos pela chegada da consciência a algum coração, Ele prepara o cenário de uma festa.

O pai do pródigo dançava e gostava de música.

Nietzsche não viu nada.

Aliás, viu tanto “cristianismo” que não viu Deus dançando em Cristo.

Ele mesmo não percebeu o quão pré-condicionado estava.

Não conseguiu enxergar que tudo era um convite para a festa na casa do Pai.

As parábolas de Jesus estão cheias de convites para que se venha dançar.

Quando ninguém atende ao convite, ainda assim Ele não cancela a festa: enche a casa de mendigos, veste-os com trajes próprios, e ordena a liberdade.

Até João Batista, que não dançava do lado de fora, sabia que o que estava acontecendo era uma festa. Jesus era o noivo. A festa era Dele. João se alegrava.

De fato, se eu tivesse que dizer alguma coisa ao filósofo, lhe diria:

Eu é que não acredito em filósofos que não sabem dançar...e nem ver quando a festa está proposta.

O que custava ao filósofo era crer que Deus não tinha nada a ver com o mal humor do Cristianismo. Acabou que o pensador foi incapaz de ouvir as músicas e entrar na festa.

Quem tem ouvidos para ouvir as músicas da Graça, que entre na festa.

Deus está chamando você pra dançar.

É por isso é que o convite tem o nome de Boas Novas.

Caio Fábio D'araújo

14/04/04
17 dias após a morte do meu filho Lukas.

Todos os direitos reservados www.caiofabio.net


Fonte: https://www.facebook.com/caiofabio.vvtv/photos/a.668791726505587.1073741827.405107339540695/1655007094550707/?type=3&theater

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.