Angela Natel On terça-feira, 3 de novembro de 2015 At 08:33
Das capelas aos santuários
Sujeira pra todo lado
Ninguém respeita a Bíblia, não!
Mas todos acreditam que vão para o céu, meu irmão.
Que igreja é essa?
Que igreja é essa?
Que igreja é essa?
Na TV, nos rádios e na internet e os amuletos estão em alta ai ai
O sal grosso, o óleo ungido e o os profetas de baal
Na sua carteira eles descaçam, mas os lucros andam solto
Manchando a fé, por mentirias cruéis
Ao descanso do "bispão"
Que igreja é essa?
Que igreja é essa?
Que igreja é essa?
O nome de Cristo já manchou
piada pra quem quer que for
Mas o bispo vai ficar rico
Vamos faturar um milhão
Quando vendermos todas as almas
Dos nossos irmãos num leilão.
Que igreja é essa?
Que igreja é essa?
Que igreja é essa?
Obviamente que fiz essa paráfrase da canção Que País é Esse da Legião Urbana - Rev. Sandro M. Viana (Natal, RN 01.10.2015)
A bagunça, o desrespeito, a profanação, a corrupção, até desvio de dinheiro, a irreverencia e a sujeira instaurada na religião evangélica de hoje é abominável para Deus, veja:
O Senhor diz ao seu povo:
— Eu odeio, eu detesto as suas festas religiosas; não tolero as suas reuniões solenes.
Não aceito animais que são queimados em sacrifício, nem as ofertas de cereais, nem os animais gordos que vocês oferecem como sacrifícios de paz.
Parem com o barulho das suas canções religiosas; não quero mais ouvir a música de harpas. Em vez disso, quero que haja tanta justiça como as águas de uma enchente e que a honestidade seja como um rio que não para de correr.
Profeta Amós 5.21-24

fonte: https://www.facebook.com/sandroviana?fref=nf

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.