Angela Natel On quarta-feira, 29 de julho de 2015 At 06:20



Não estar sujeito ao marxismo pode representar estar sujeito a outra forma de pensamento ideológico igualmente contrária às Sagradas Escrituras. 

É importante que nos lembremos que -afastar-se do que quer que seja significa dirigir-se para algum outro lugar. Afastar-se da Venezuela pode significar aproximar-se de Wall Street, afastar-se da luta de classe pode significar aproximar-se dos modelos de exploração do pobre, afastar-se da esquerda pode significar aproximar-se da direita, afastar-se de Marx pode significar aproximar-se de Ronald Reagan e Margaret Tatcher, afastar-se do bolivarianismo pode significar aproximar-se do neocolonialismo dos países ricos.

Em suma, para quem trabalhamos? A quem servirmos? Mais importante de tudo: amamos o próximo? Defendemos o direito do pobre e da viúva?

Sou calvinista. Não o calvinismo mediado pela teologia da direita americana. Meu calvinismo é o que encontra-se presente nesses escritos de Calvino:

“Quando, de si mesma, vociferante brada a opressão, se o juiz, assentado em lugar eminente, faz semblante de nada ver, denuncia o Profeta que tal dissimulação não ficará impune”.

“Contra todas as formas de perversão social, contra os simulacros de ordem, contra os que abusam do poder que receberam de Deus, poder político ou poder de riqueza, contra toda forma de opressão, devem insurgir-se os cristãos e a igreja; porque o próprio Deus é adversário deles”.

“Que todos os contratos contrários à integridade e boa fé sejam aqui condenados em geral. A corrupção que leva à perversão dos juízos, ou pisoteia a equidade e toda lisura, perverte e falseia todos os contratos e nada deixa de são e de salvo”.

"Não é coisa censurável se aquele que tem família grande tenha também uma residência ampla. Quando, porém, inflados de ambição, sem razão querem os homens aumentar suas casas, somente para que tenham mais espaço, e que um homem ocupe sozinho uma residência que poderia abrigar a muitos, vã ambição é e coisa que, a bom direito, se pode censurar”.

“Quer Deus haja entre nós tal analogia e igualdade que acorra cada uma aos carentes conforme se lhe estende o poder, para que não tenham uns até a superfluidade e outros sejam necessitados até à indigência”.

“Reconheço, sem dúvida, que se nos manda estabelecer igualdade tal que lícito não seja aos ricos o viverem mais faustosamente que os pobres, mas a igualdade deve ser mantida de tal modo que ninguém seja deixado na penúria e que ninguém esconda sua abundância, defraudando a outros”.

“Impõe-se-nos guardar-nos dos dois extremos, pois, de um lado há muitos que, sob a cobertura do governo civil, conservam fechado e recluso tudo quanto possuem, defraudando os pobres e tendo-se na conta de mais do que justos, desde que não lancem mão dos bens de outrem". (Quem gostaria de trabalhar 8 horas por dia, 6 vezes por semana, dedicando-se a tarefas enfadonhas, repetitivas, insalubres, para receber no final do mês 1 salário mínimo? Depois de 3 dias de trabalho, o trabalhador brasileiro já faz por merecer o salário do mês inteiro. Condenar esse tipo de relação trabalhista é ficar do lado dos profetas e apóstolos).

"Eis porque disse eu que, se houvesse uma só gota de fé entre nós, seriamos inflamados de nova maneira de fazer o bem; mas, estamos fechados, cada um retira o que tem, de tal modo que, em se tratando de dar, parece que terra nos deve faltar. Dessarte, mostramos que confiança nenhuma temos em Deus”.

“E daí, esta injunção é aí amiudadamente repetida aos bispos e diáconos, que as riquezas que administram não se destinam a eles, mas à necessidade dos pobres e que serão eles culpáveis de homicídio, se as dissipam malevolamente ou para si as retêm”.

“Que todos os contratos contrários à integridade e boa fé sejam aqui condenados em geral. A corrupção que leva à perversão dos juízos, ou pisoteia a equidade e toda lisura, perverte e falseia todos os contratos e nada deixa de são e de salvo”.

“... quando não há compaixão para com os pobres, quando são eles oprimidos, quando são provocados à ira, quando são despojados, e misericórdia não campeia, tudo quanto se possa fazer a mais não é senão abominação diante de Deus; a tudo rejeita Ele, a menos que seja humano de sorte a ter piedade dos que sofrem falta e a socorrê-los em sua necessidade... pois que, segundo já disse, os homens querem sempre acertar-se com Deus sem fazer benevolência”.

“É pelo número e pela sorte de seus pobres que se julga uma sociedade, e é pela maneira de os acolher, de os respeitar e de os socorrer que Deus julga uma pessoa”.

“Quanto aos emprestadores de dinheiro, bem difícil é achar no mundo um só deles que não seja rapace e gatuno, vale dizer, dado a ganho desonesto e iníquo”.

“Há também que coisa assaz estranha, e iniqua, é esta: enquanto cada pessoa ganha a vida com grande labuta, enquanto os trabalhadores se esfalfam na realização de suas jornadas, os artesãos com muito suor servem aos outros; os mercadores não somente trabalham, mas ainda se expõem a numerosos incômodos e perigos, os senhores agiotas, assentados em sua banca sem nada fazer, recebem tributo do labor de todos os demais”.

Indago: esse calvinismo é o professado por nós calvinistas no Brasil?

Antônio Carlos Costa

Angela Natel On At 04:24
Angela Natel On terça-feira, 28 de julho de 2015 At 04:42

São 4 (quatro) livros para 4 (quatro) diferentes ganhadores! – Muitas chances para você ganhar!
- válido somente para território brasileiro -

Para o 1º nome sorteado: Prêmio 1) A arte de interpretar e comunicar a palavra escrita – técnicas de tradução da Bíblia.
Para o 2º nome sorteado: Prêmio 2) Dicionário Bilíngue em Português e Mundurukú
Para o 3º nome sorteado: Prêmio 3) Novo Testamento Interlinear Grego-Português
Para o 4º nome sorteado: Prêmio 4) Índios do Nordeste.

Para participar, é só curtir a página Angela Natel, entrar no link da promoção e clicar no botão verde escrito “quero participar”:

1) Curta a página:

O resultado do sorteio será divulgado dia 31/07/2015 (sexta-feira) na página Angela Natel a partir das 18h:
https://www.facebook.com/pages/Angela-Natel/137128436426391

Aproveite e compartilhe com seus amigos!

Angela Natel On segunda-feira, 27 de julho de 2015 At 06:03
Angela Natel On quarta-feira, 22 de julho de 2015 At 10:07
Angela Natel On terça-feira, 21 de julho de 2015 At 04:42

São 4 (quatro) livros para 4 (quatro) diferentes ganhadores! – Muitas chances para você ganhar!
- válido somente para território brasileiro -

Para o 1º nome sorteado: Prêmio 1) A arte de interpretar e comunicar a palavra escrita – técnicas de tradução da Bíblia.
Para o 2º nome sorteado: Prêmio 2) Dicionário Bilíngue em Português e Mundurukú
Para o 3º nome sorteado: Prêmio 3) Novo Testamento Interlinear Grego-Português
Para o 4º nome sorteado: Prêmio 4) Índios do Nordeste.

Para participar, é só curtir a página Angela Natel, entrar no link da promoção e clicar no botão verde escrito “quero participar”:

1) Curta a página:

O resultado do sorteio será divulgado dia 31/07/2015 (sexta-feira) na página Angela Natel a partir das 18h:
https://www.facebook.com/pages/Angela-Natel/137128436426391

Aproveite e compartilhe com seus amigos!

Angela Natel On sexta-feira, 17 de julho de 2015 At 04:28


São 4 (quatro) livros para 4 (quatro) diferentes ganhadores! – Muitas chances para você ganhar!
- válido somente para território brasileiro -

Para o 1º nome sorteado: Prêmio 1) A arte de interpretar e comunicar a palavra escrita – técnicas de tradução da Bíblia.
Para o 2º nome sorteado: Prêmio 2) Dicionário Bilíngue em Português e Mundurukú
Para o 3º nome sorteado: Prêmio 3) Novo Testamento Interlinear Grego-Português
Para o 4º nome sorteado: Prêmio 4) Índios do Nordeste.

Para participar, é só curtir a página Angela Natel, entrar no link da promoção e clicar no botão verde escrito “quero participar”:

1) Curta a página:

O resultado do sorteio será divulgado dia 31/07/2015 (sexta-feira) na página Angela Natel a partir das 18h:
https://www.facebook.com/pages/Angela-Natel/137128436426391


Aproveite e compartilhe com seus amigos!
Angela Natel On terça-feira, 14 de julho de 2015 At 09:29
Angela Natel On At 09:01
Angela Natel On quinta-feira, 9 de julho de 2015 At 05:04
Angela Natel On terça-feira, 7 de julho de 2015 At 04:44
Hermes C. Fernandes: De carona com o sucesso alheio: Por Hermes C. Fernandes  O curso intensivo para desintoxicá-los do preconceito havia chegado ao fim. Foram três anos de lições pr...
Angela Natel On segunda-feira, 6 de julho de 2015 At 11:38
Angela Natel On domingo, 5 de julho de 2015 At 11:17
Cristão Confuso: Tudo que pedir em seu nome, Jesus? Cadê?: Dia desses, um daqueles sujeitos que procuram motivos na bíblia para justificar sua volta ao velho homem veio com mais um versículo para ...
Angela Natel On sexta-feira, 3 de julho de 2015 At 08:56



Visitei ontem quatro favelas do Rio de Janeiro: Varginha, Mandela, Jacarezinho e Manguinhos. Entrei nos barracos, conversei com pessoas, orei, fotografei, aconselhei, perguntei, anotei. Saí aturdido.

A vinte minutos de Copacabana, Ipanema, Lagoa Rodrigo de Freitas, Prefeitura, Palácio das Laranjeiras -áreas nobres da cidade e de grande importância político-cultural-, pessoas vivem em condição que representa censura moral à riqueza e indiferença do restante da cidade.

Vi crianças aglomeradas e dormindo no chão em casas úmidas, abafadas, sem ventilação, nas quais ratos, mosquitos e baratas são presença constante. Muita mulher sem marido, lutando para manter seus filhos alimentados e na escola. Desemprego. Falta de perspectiva de vida. Possibilidade zero de ascenção social. Abandono.

Minha teologia não me permite ensinar salvação pelas obras. Não creio num Deus que só me aceita por causa do meu desempenho. Essa mesma teologia, entretanto, leva-me a dizer que -não há mandamento para o qual Deus faça tanta promessa para os que o cumprem quanto o mandamento para socorrer o pobre. O profeta Isaías chega ao ponto de dizer que "... se abrires a tua alma ao faminto, e fartares a alma aflita, então a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia". A resposta à oração tornar-se-á absolutamente certa: "... então clamarás, e o Senhor te responderá; gritarás por socorro, e ele dirá: Eis-me aqui" (Is 58: 8-12).

Nesse sentido, viver no Brasil é uma benção. Quanta oportunidade de encontrarmos Cristo nas favelas que pelas quais passamos no caminho para a igreja.

A ONG na qual trabalho tomou uma decisão. Nós vamos começar a apadrinhar as famílias pobres do Rio de Janeiro a fim de ajudá-las a viver com mais dignidade e ascender socialmente por meio da educação e do trabalho.

Nós fizemos ontem os primeiros cadastros. Apadrinhamos as primeiras famílias. Fizemos as primeiras distribuições de cesta básica para gente que vive na miséria, cuja desgraça conhecemos pessoalmente; como uma senhora que sofre de tuberculose, catadora de papel, mãe de quatro filhos. Todos dependentes dela.

Sábado vou levar minha mulher e três filhos para conhecer o barraco da família que apadrinhamos. A mãe, que viveu na dependência química de crack, largou as drogas dois anos atrás, vindo a se tornar membro de uma igreja evangélica. Ela e o filho mais velho estão buscando emprego, que, se sair, não dará para manter com dignidade família tão grande. Sua casa tem três cômodos: banheiro, cozinha e quarto.

Para milhões de pobres brasileiros não há perspectiva de redução da obscenidade social.

Antônio Carlos Costa
Rio de Paz


https://www.facebook.com/profile.php?id=100009805770419&fref=photo
Angela Natel On At 04:42
! ABRAOOLHO !: OS DEUSES DA MITOLOGIA BRASILEIRA: Jeová, Thor, Zeus, Hórus, Júpiter... Você provavelmente já ouviu falar em todos eles. Mas alguma vez na vida você já parou pra pensar...
Angela Natel On quinta-feira, 2 de julho de 2015 At 07:14



Obs: NÃO SOU CONTRA DAR O DIZIMO, CASO ALGUÉM QUISER, ESTOU A disposição.

Moisés Lugli

VAMOS LÁ?

A palavra dizimo encontrado pela Primeira vez na Bíblia em (Gn 14) significa colheita, ou seifa é que foi uma atitude voluntária, quando depois de uma guerra, Abraão ofereceu a um sacerdote chamado Melquisedeque, Jacó, seu neto, também comprometeu-se voluntariamente a dar dízimos, esse dízimo nunca foi dinheiro e sim cereais, sendo este totalmente diferente do preceito religioso estabelecido na ordem levítica da lei de Moisés que pela sua lei o Dízimo significa a décima parte de algo, paga voluntariamente ou através de taxa ou imposto, para ajudar organizações religiosas judaicas segundo a Lei de Moises (Lv 27, 30, 32) (Malaquias 3:10) (Hb 7:5). Segundo ordem levitica dizimo era dado exclusivamente aos levitas (1 Cr 15:2) (Hb 7.5), (Hb 7.11)
.
Seu início se deu porque dentre as 12 tribos de Israel, a mais pobre era a tribo de Levi, então as tribos mais prosperas deveriam repartir mantimentos com a tribo menos favorecida justamente porque elas tinham colheitas em abundancia e não necessitavam de tantos mantimentos, guardar tudo para elas mesmas significaria acumular tesouro o que é terminantemente proibido por Deus, a tribo de Levi por sua vez também ofertava a viúvas órfãos e necessitados (Dt 26:12) repartiam com os estrangeiros, já que Israel no passado também já foi estrangeira, significando assim amor ao próximo, lá, benção era chuva para a colheita, maldição era seca, o devorador eram os gafanhotos, tudo isso definitivamente nada tem a ver a associação do devorador com o demônio nem benção com prosperidade financeira, como ensina o sistema religioso de hoje, em toda a bíblia não existe uma única citação que ampare essa afirmação. Segundo a LEI apenas os LEVITAS poderiam recolher o dizimo.
.
Os lideres religiosos de hoje que recolhem o dizimo, não são da tribo de Levi, não são Judeus e não fazem parte da Lei de Moisés. Este costume existiu de Abraão, até Levi (Hb 7:9), nessa passagem Paulo explica que, o dizimo termina em Levi e por ser Cristo sacerdote segundo a Ordem de Melquisedec, este ab-rogou (aboliu) o sacerdócio levítico com todas as suas as leis, dízimos e costumes, conforme narra Paulo na carta endereçada aos Hebreus (Hb 7, 1 - 28). Paulo arremata: "Com efeito, mudado que seja o sacerdócio, é necessário que se mude também a lei" (Hb 7.12). E ainda: "O mandamento precedente é, na verdade, ab-rogado pela sua fraqueza e inutilidade" (Hb 7, 18). OBS: SACERDOTE SÃO (LÍDERES RELIGIOSOS DA TRIBO DE LEVI)
.
Quem entende que a o velho testamento e seus preceitos foram abolido por Cristo segundo o Apostolo Paulo (2 Co 3:14), apóia o uso do dizimo, citando a passagem do Novo Testamento onde Jesus critica os Escribas e Fariseus que lembram apenas do dizimo e esqueciam os outros preceitos da lei (Mt 23:23), sabemos que segundo a lei de Móisés do antigo testamento, aqueles dois homens que Jesus criticou, eram obrigados a dar o dizimo, o cominho e hortelã porque eram Judeus e ainda estavam sobre o manto da lei de Moisés e não da graça, que tem seu inicio com a morte de Jesus “ Esta consumado” naquele momento Cristo adentrou a nova aliança da graça, que estamos hoje, e neste contexto Jesus está dando uma bronca no pessoal que só lembrava do dízimo e esqueciam se dos outros preceitos da Lei, definitivamente ele não está orientando aos Gentios (nós) a praticar o preceito do dízimo. Cristo e seus discípulos jamais orientaram, permanecêssemos no preceito do dizimo, das coisas do dizimo a única que Jesus preservou é a caridade ajudar o necessitado ou seja ofertar ao próximo. (Is 1:17), (Tg 1:27).
.
Nos devemos sim atender a viúva o órfão e o necessitado, não é fazer o líder ter esta responsabilidade dando pra ele dar, é você, isso é pessoal é de cada um, é um hábito que devemos ter. Concluímos então que o dizimo não é desse tempo, não e para os Gentios o líder que recebe não é da tribo de Levi. Permanecer no preceito da lei é o mesmo que negar o sacrifício da cruz de Cristo, que segundo a própria lei, seria abolida, na vinda do Salvador Messias. Permanecer no preceito da Lei é o mesmo que negar a Cristo sendo estes o ANTI-CRISTO. O dizimo pode ser colhido e acordo com a palavra do homem, mas não de acordo com a escritura no Novo Testamento, não de acordo com Jesus.
.
Síntese: Vamos pensar um pouco?
.
No antigo testamento, Abrão deu dízimo uma só vez, não era toda semana!
.
No antigo testamento, O OBEDIENTE Jó era um servo fiel de Deus? Jó considerado por muitos um dos mais fieis, nunca deu dízimo.
.
.
A Qual grupo de pessoas, recebiam o sacerdócio para tomar o Dízimo do povo?
.
“E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, de tomar o dízimo do povo, isto é, de seus irmãos(demais tribos), ainda que tenham saído de Abraão.” Hb 7:5
.
Segundo a LEI apenas os LEVITAS poderiam recolher o Dízimo, lideres religiosos de hoje que recolhem o Dízimo, não são da tribo de Levi, não são Judeus e não fazem parte da Lei de Moises. Este costume existiu de Abraão, até Levi (Hb 7:9),
.

.
"Com efeito, mudado que seja o sacerdócio, é necessário que se mude também a lei" (Hb 7.12). E ainda: "O mandamento precedente é, na verdade, ab-rogado pela sua fraqueza e inutilidade" (Hb 7, 18).
.
.

Com a vinda de Jesus o sacerdócio foi mudado, de sacerdócio levita passou a ser o sacerdócio de Jesus cristo o sumo sacerdote doravante. A lei de cristo é a lei final para humanidade, Você come carne de porco? Faz Barba? come frutos do Mar? Sim? É proibido na Bíblia, então porque o seu líder toma os dízimos? É tudo preceito da lei de moisés, porque ignorar algumas partes e executar outras? O cumpre os 613 preceitos ou cumpre nada! Como Paulo Disse em GÁLATAS.

Fim

Moisés Lugli.

https://www.facebook.com/MoisesLuglii?fref=photo


Angela Natel On quarta-feira, 1 de julho de 2015 At 07:14
Hermes C. Fernandes: Nem três, nem reis! A verdadeira história dos Mago...: Por Hermes C. Fernandes Figuras notórias nos cartões natalinos, os três reis magos exercem fascínio sobre os cristãos do mundo int...
Angela Natel On At 05:52

São 7 (sete) livros para 7 (sete) diferentes ganhadores! – Muitas chances para você ganhar!
- válido somente para território brasileiro -
Para o 1º nome sorteado: Prêmio 1) O Profeta do Islam: Muhammad
Para o 2º nome sorteado: Prêmio 2) Muhammad: O Mensageiro de Deus, de Dr. Abdul
Para o 3º nome sorteado: Prêmio 3) Um breve guia ilustrado para compreender o Islã
Para o 4º nome sorteado: Prêmio 4) Até quando? - O cuidado pastoral em contexto de violência contra a mulher praticada por parceiro íntimo (Aileen S. Carrol e Sérgio Andrade)
Para o 5º nome sorteado: Prêmio 5) Índia – a fronteira do sonho (Robson S. Oliveira)
Para o 6º nome sorteado: Prêmio 6) O Profeta do Islam: Muhammad
Para o 7º nome sorteado: Prêmio 7) Um breve guia ilustrado para compreender o Islã
Para participar, é só curtir a página Angela Natel, entrar no link da promoção e clicar no botão verde escrito “quero participar”:
2) Clique no botão verde escrito ‘quero participar’ no link:
https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/464363
O resultado do sorteio será divulgado dia 03/07/2015 (sexta-feira) na página Angela Natel a partir das 18h:
https://www.facebook.com/pages/Angela-Natel/137128436426391
Lembrando que somente os participantes que realizarem os dois passos requeridos é que receberão seus prêmios caso sejam os ganhadores.
Aproveite e compartilhe com seus amigos!

Angela Natel On At 05:14
Hermes C. Fernandes: Confrontando uma geração de filhos da p#&@: Por Hermes C. Fernandes Não fazia qualquer sentido. Como Deus poderia ter permitido aquilo? Depois de uma vitória tão grande, um ...
Angela Natel On At 04:34
! ABRAOOLHO !: Sexualidade, cristianismo e poder: Sexualidade, cristianismo e poder Sexuality, christianity and power Bruna Suruagy do Amaral Dantas * D...

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.