Angela Natel On quarta-feira, 31 de dezembro de 2014 At 06:58

Angela Natel On At 06:56
Hermes C. Fernandes: Confira tudo o que pode acontecer em sua vida no p...: Por Hermes C. Fernandes Não se deixe enganar! Os profetas midiáticos blefam. Os astros mentem. Os búzios falham. A bola de cris...
Angela Natel On sábado, 27 de dezembro de 2014 At 04:26
Clamores do Exílio: O que Nunca Disse Sto. Tomás de Aquino acerca das ...: Por Michael Nolan Tradução: Cristiano de Aquino e Wagner de Souza      Se a primeira vítima da guerra é a verdade indesejável, a pri...
Angela Natel On sexta-feira, 26 de dezembro de 2014 At 04:27
Angela Natel On quarta-feira, 24 de dezembro de 2014 At 03:15

Angela Natel On segunda-feira, 22 de dezembro de 2014 At 08:27
Angela Natel On sábado, 20 de dezembro de 2014 At 05:28
Angela Natel On sexta-feira, 19 de dezembro de 2014 At 06:53

Angela Natel On terça-feira, 16 de dezembro de 2014 At 12:35
Toca da Leoa: E se...: E se... E se todas as minhas misérias pudessem ser sufocadas por uma cena como esta? Se todos os meus erros, minhas maldades proposita...
Angela Natel On sábado, 13 de dezembro de 2014 At 01:52
Angela Natel On quinta-feira, 11 de dezembro de 2014 At 03:05

Angela Natel On terça-feira, 9 de dezembro de 2014 At 05:50
Angela Natel On terça-feira, 2 de dezembro de 2014 At 05:32



O deus mais adorado em nossos dias é o deus de Frankenstein. Parece loucura, mas não é. Pode-se observar facilmente como nossa busca pelo transcendente tem caído num antropomorfismo exacerbado.
Isso significa que em nosso desespero por algo além de nós mesmos acabamos por criar uma divindade ou um ser transcendente que não passa de um produto de nossa própria imaginação, um deus 'à nossa imagem e semelhança' e não o contrário.
Trata-se de uma divindade cujas características que reconhecemos são as que nos são convenientes - escolho na Bíblia ou em outras literaturas religiosas somente aquilo que entendo, concordo e aceito, e monto meu deus de Frankenstein conforme minhas necessidades, anseios e lógicas.
Não se trata de um Criador, mas de uma criatura de minha própria imaginação. Posso pensar nesse deus como uma força ao mesmo tempo em que, incoerentemente, me reconheço como sua imagem e semelhança. Falo dele como salvador, poderoso, ao mesmo tempo em que o trato como um gênio da lâmpada totalmente a meu dispôr. Posso reconhecer sua existência e divindade, mas na prática lido com ele como se fosse meu servo, um Papai Noel do ano todo, punindo os maus e recompensando os bons.
Dessa forma, monto meu deus de Frankenstein com peças de inúmeras teologias, mitos e fontes religiosas, sem nem ao menos elaborar uma noção coerente do que pode ser uma divindade.
Um deus que me é conveniente, que atenda às minhas necessidades sem comprometer minhas vontades, um deus construído a partir de minha imagem e limitações.
Sim, e ainda posso querer defendê-lo perante outros, pois é inadmissível para minha teologia qualquer tipo de questionamento.
Este é o deus de Frankenstein, que mais se parece comigo do que eu com ele, apesar de ter sido construído de partes diferentes do espaço e do tempo no imaginário humano. Um deus que nada tem em comum com uma divindade específica dentro de uma unidade de fé - seja cristã, muçulmana, judaica, hindu, animista, etc.
Por si só é uma incoerência existencial, assim como o monstro de Frankenstein, criado a partir do ser humano, sem a possibilidade de interagir de modo saudável com o mesmo, devido às suas inúmeras limitações.
Um deus de Frankenstein é limitado e confuso, incapaz de preencher as lacunas da alma humana, exatamente porque se restringe a ela. Sua dimensão não alcança os limites do inexplicável.
Infelizmente, por ser muito comum em nossos dias, o deus de Frankenstein toma o espaço do transcendente em nossas vidas - nos dá conforto, alivia momentaneamente a consciência, tapa alguns buracos no sistema explicatório de nossa cosmovisão. Sistematizamos facilmente esta divindade, porque cabe em nossa mente, podemos  sondá-lo em todas as suas dimensões. Assim, fica mais difícil sairmos da zona de conforto em busca  de algo maior do que nós mesmos - um Deus inexplicável, pessoal, diferente e acima de todas as coisas criadas.

Sempre gostei da história do monstro de Frankenstein. Só nunca antes tinha imaginado que pudéssemos nos dobrar a uma divindade semelhante a ele.
Por esta razão decidi de uma vez por todas que prefiro mil vezes ser compreendida a compreender, e me dobro ante o inexplicável.
Que meus monstros interiores não tomem o lugar que só a Deus pertence, e que este Deus inexplicável nunca se limite ao tamanho de minha teologia.

Angela Natel - 02/12/2014.


Estes textos e muitos outros estudos estão à disposição na páginahttp://angelanatel.wordpress.com/ ou nos blogs
http://lioness-tocadaleoa.blogspot.com/
http://guardiadaverdade.blogspot.com.br/

ou no meu baile de máscaras particular:
http://angelanatel.tumblr.com/

@AngelNN 
#weareallbitches #unapologeticbitch #SorryNotSorry
Angela Natel On segunda-feira, 1 de dezembro de 2014 At 05:40
Hermes C. Fernandes: Jesus, Servo para Sempre!: Por Hermes C. Fernandes Recentemente postei a imagem acima em meu mural no facebook. Dentre os comentários, um chamou-me a atenção...
Angela Natel On At 04:55

Angela Natel On sexta-feira, 21 de novembro de 2014 At 08:57
Angela Natel On quinta-feira, 20 de novembro de 2014 At 06:24

Minhas decepções e casos sem solução derramo aqui.

Iludi-me sem a ajuda de ninguém.
Assumo que carreguei por anos o mal do falso ensino de que deveria viver às custas dos outros para servir, sem me preocupar com o verdadeiro preço de ser discípulo de Cristo.

Achava que poderia interpretar a Bíblia de acordo com meu limitado conhecimento, mesmo sem entendimento do contexto e das implicações de cada passagem.
Pensei e ensinei por anos mentiras e desilusões em meio a algumas verdades, que não deixaram de ter valor devido à minha irresponsabilidade.

E, ao refletir sobre esses erros e enganos, tanto de minha parte quanto naquilo que ensinei e - pesarosamente confesso - reproduzi de errado na vida de muitas pessoas, tentei ir a outro extremo, e trabalhar vivendo de meu próprio esforço e mérito.

Descobri as injustiças de trabalhar sem receber, ser enganada, ludibriada, repetidamente esquecida e me vendo esforçando-me sem retorno.
Deixei muitos queridos na mão devido a não sei o quê, deixei-os sem explicação.

Busquei tratamento, ajuda, estudo, trabalho. Busquei uma vida 'normal' para não mais viver às custas dos outros. Mas descobri a existência de 'outros' que exigem um certo compromisso para comigo mas não suportam serem exigidos de mim.
'Queimo meu filme', ao tentar exigir direitos que, por caminhos bem delineados, me são negados.

Não sei mais o que é viver pela fé, a não ser que está bem longe de ter algum tipo de relação com a meritocracia.

Por isso este desabafo. Porque não suporto viver sob as máscaras de um sorriso maquiado dissimulando uma harmonia que desconheço. Porque não consigo evitar as náuseas ao observar aqueles que conviviam comigo repetindo os mesmos erros, ensinando os mesmos enganos que aprenderam de mim. Enganos estes tanto em relação à suposta 'vida pela fé' quanto à própria interpretação herética de inúmeros textos bíblicos para justificar dogmas humanos infiltrados na mensagem cristã.

Me perdoem, não era prá ser assim.

E não há muito o que fazer a respeito, já que por inteira dependo da graça e da misericórdia de Deus. Da mesma forma peço misericórdia, confesso meus enganos e comprometo-me a continuar tentando, e restituindo a todos que, de alguma forma, prejudiquei.

Angela Natel

nov/2014

Estes textos e muitos outros estudos estão à disposição na páginahttp://angelanatel.wordpress.com/ ou nos blogs
http://lioness-tocadaleoa.blogspot.com/
http://guardiadaverdade.blogspot.com.br/

ou no meu baile de máscaras particular:
http://angelanatel.tumblr.com/

@AngelNN #weareallbitches #unapologeticbitch #SorryNotSorry
Angela Natel On sábado, 8 de novembro de 2014 At 04:27

Está na hora de doar, gente! Ligue 0500-1234505 para doar 5 reais p/ a AACD.‪#‎SomosTodosTeleton‬ @AACD Teleton Brasil
Angela Natel On domingo, 2 de novembro de 2014 At 03:33

Em um relacionamento com Cristo todas as coisas podem ser transformadas, mas sem o conhecer e o andar com Cristo, qualquer condenação de minha parte só me faz tomar o lugar de Deus ao afastar outros dEle.
Angela Natel
angelanatel.wordpress.com

Angela Natel On sábado, 1 de novembro de 2014 At 05:32

Angela Natel On sexta-feira, 31 de outubro de 2014 At 05:45
Hermes C. Fernandes: PASMEM! Halloween tem origem cristã: Tornou-se rotina em outubro para algumas escolas cristãs e igrejas, enviar cartas de advertência aos pais sobre os males do Hallowe...
Angela Natel On At 05:20

Angela Natel On quinta-feira, 30 de outubro de 2014 At 08:59

Angela Natel On At 07:11

Angela Natel On At 06:08

#AMascaraNossadeCadaDia #HappyHalloween
Angela Natel On terça-feira, 28 de outubro de 2014 At 06:57

Angela Natel On At 04:18

Angela Natel On segunda-feira, 27 de outubro de 2014 At 08:15

Responsabilizando-nos pelas máscaras que usamos

Tenho lido várias postagens a respeito do Halloween, com explicações bem superficiais e um tanto quanto gerais, afirmando que Deus abomina essas coisas, etc.
Bom, tendo por base o texto da Bíblia para afirmar o que Deus abomina, é possível também afirmar que toda hipocrisia, falso testemunho, idolatria, egoísmo, avareza, mentira e, principalmente, toda tentativa de se colocar como Deus, bem como afirmar conseguir perscrutar os pensamentos de Deus não são atitudes lá agradáveis a Ele, porque tomam o lugar que é só dEle.
Além disso, falar e divulgar que Halloween é a mesma coisa que comunicar-se diretamente com os mortos, como também já li em alguns textos, não passa de falso testemunho. Há, inclusive, para simplificar a explicação, a base histórica e cultural desta celebração que é o fundamento para o uso de máscaras e fantasias, de utilizá-las exatamente por medo de serem reconhecidos como seres humanos, e assim protegerem-se do ataque de seres não-humanos.
Nesse sentido, a prática não é nada diferente dos usos e costumes que se acumulam em toda a sociedade, inclusive no meio dito evangélico, no que diz respeito a utilizar-se de ‘máscaras’, atitudes assumidamente falsas na representação social a fim de que não se sofra nenhum tipo de retaliação, como no caso de se assumir a verdade.
Dessa forma, falar de Halloween não é mais demoníaco do que endeusar reformadores que nunca tiveram a intenção de serem tidos como super-homens da história cristã, nem mais demoníaco do que inverter valores, agir preconceituosamente, valorizar a forma em detrimento da essência das coisas, defender hipocritamente festas como Natal (de origem não menos pagã que o Halloween) e ainda usar de argumentos com um sentido tal que faça com que pessoas menos informadas acreditem que a voz que ouvem é a de Deus e não a de um ser humano tão falho quanto elas, com suas limitações, preconceitos e também falta de informação.
Dessa maneira, não tomo para mim como se falando ‘em nome de Deus’, mas levanto um questionamento para que se olhe em direção a Jesus, no sentido de condenar mais a hipocrisia do que fontes pagãs, chamando a atenção para a justiça, o amor e a misericórdia mais do que um levante contra culturas humanas que nada mais são do que um reflexo delas mesmas.
Me alegro com a Reforma Protestante, sim, mas não me atrevo a encarar as pessoas envolvidas neste processo (que, de modo algum foi mérito de um só homem) como superiores a qualquer pequenino que volte seu coração para a verdade.
É por isso que considero o Halloween uma ótima oportunidade de reflexão e decisão para significativas mudanças em minha vida pessoal, principalmente no que diz respeito a uma vida de integridade e transparência. Também não ignoro o Natal mas, da mesma forma que no caso do Halloween, ressignifico o que me parece conveniente, já que, como ser humano que sou, posso usar de minha criatividade e trabalhar no desenvolvimento da cultura que me cerca, sem agir de forma incoerente (demonizando uma festa pagã e celebrando outra, ou até mesmo agindo sincreticamente na adaptação de outras festas do calendário denominado pagão às celebrações na Igreja, como tenho observado em muitas falas e ações ditas evangélicas).
Sou, sim, passiva de erro, mas nem por isso deixo de me expor, uma vez que também possuo o direito à liberdade de expressão. Penso ser de bom proveito dar a oportunidade dos leitores de refletir e questionar antes de condenar quem quer que seja. Não condeno quem pensa e age diferente de mim, da mesma forma que espero não ser condenada por isso, uma vez que, creio eu, somente Deus pode, de fato, determinar a condenação de alguém.

Sou grata pela misericórdia de Deus que nos alcança e que torna possível nossa transformação mesmo em meio às culturas imperfeitas que produzimos.

Nesse sentido, com o Halloween, celebro a queda das máscaras de nossa hipocrisia, o fim dessa atitude idólatra de nos colocarmos como deus de nossa sociedade (ao determinarmos quem é salvo e quem deve ser condenado), dessa postura de quem acha que consegue ler os pensamentos e as intenções das pessoas e até mesmo determinar os pensamentos de Deus.
Celebro o fim da fantasia megalomaníaca de quem assume o nome de Cristo sem tentar seguir Seus passos nem se parecer com Ele em suas atitudes. Esta é a verdadeira Reforma que necessitamos: um chamado à mudança de nossas estruturas, talvez menos reforma e mais desconstrução de nós mesmos para que um novo ser humano nasça com uma nova natureza - Cristo vivendo em nós e através de nós, sem máscaras, sem condenações, sem hipocrisia, sem meias verdades e sem dois pesos e duas medidas. Esse tipo de ‘reforma’ com certeza incomodaria por demais muitos dos que defendem a comemoração da tão aclamada ‘Reforma Protestante’ e demonizam o Halloween.
Assim, prefiro apresentar Cristo às pessoas do que tentar convencê-las de seus pecados (já que essa é uma tarefa do próprio Deus e eu não sou Ele). Prefiro apontar para o exemplo de Jesus do que lutar contra culturas humanas que não são, na realidade, ameaças à verdade. Acredito que a luz brilha na escuridão, e por mais densa que esta seja, não impedirá a verdade de resplandecer.
É isso que nossa sociedade precisa: largar as máscaras do medo de ser retalhado por falar a verdade que é Cristo, cheio de graça e de misericórdia, numa justiça que não ataca o outro como justiceiro mascarado, mas que ensina através do sofrimento, da renúncia e do repartir de si mesmo com o outro, independentemente de quem ele seja.
Quando as pessoas perceberem que vivemos num constante Halloween, usando máscaras no dia-a-dia para fugir do que tememos e não assumir nossas verdadeiras responsabilidades, esta ‘festa pagã’ assumirá um novo significado para a nossa cultura e nossa história. Quando as pessoas perceberem que não necessitamos mais de uma reforma, mas sim de um novo nascimento, iremos experimentar mais do que Jesus Cristo realmente viveu e ensinou.
E boas festas a todos!

Angela Natel – outubro de 2014.


lioness-tocadaleoa.blogspot.com

angelanatel.wordpress.com




#AMascaraNossadeCadaDia #HappyHalloween

Angela Natel On domingo, 26 de outubro de 2014 At 05:30

Angela Natel On sábado, 25 de outubro de 2014 At 12:00

Angela Natel On quarta-feira, 22 de outubro de 2014 At 06:17
Angela Natel On quinta-feira, 16 de outubro de 2014 At 06:12
Hermes C. Fernandes: O Cristo Patrono dos Espertalhões: Por Hermes C. Fernandes Nasceu no Palácio de Herodes em Jerusalém, centro do poder judaico. Veio para o que era seu, e os seu...
Angela Natel On sábado, 11 de outubro de 2014 At 06:23
Angela Natel On quinta-feira, 9 de outubro de 2014 At 08:46
Angela Natel On segunda-feira, 6 de outubro de 2014 At 10:36
Against Heresies: You are what you love: Something to ponder from David Brooks of the The   New York Times : People don’t change because they decide to be better. If that hap...
Angela Natel On domingo, 5 de outubro de 2014 At 13:41
Angela Natel On sexta-feira, 3 de outubro de 2014 At 08:20
Hermes C. Fernandes: Desce do seu pedestal, princesa!: Por Hermes C. Fernandes Davi estava rindo à toa. Mical voltou pra casa. Sua alegria parecia completa, até que, ao fazer um novo i...
Angela Natel On At 06:29
Angela Natel On At 05:59
Angela Natel On quarta-feira, 1 de outubro de 2014 At 06:50
Angela Natel On At 06:39

Angela Natel On terça-feira, 30 de setembro de 2014 At 10:24
Hermes C. Fernandes: Os gays, negros, deficientes e a maldição dos deus...: Por Hermes C. Fernandes Em algumas sociedades antigas como a Grécia, crianças que nasciam portadoras de deficiências físicas eram ...
Angela Natel On segunda-feira, 29 de setembro de 2014 At 08:27
Toca da Leoa: Falta pouco, participe!: Agradeço imensamente àqueles que já responderam à minha pesquisa e a estão divulgando, mas preciso de mais pessoas, então, por favor, se ...
Angela Natel On At 06:01
Angela Natel On sexta-feira, 26 de setembro de 2014 At 07:54
Hermes C. Fernandes: A verdadeira história de Cosme e Damião: Filhos de uma nobre família de cristãos, os gêmeos árabes Cosme e Damião nasceram por volta do ano 260 d.C. Desde muito jovens man...
Angela Natel On quarta-feira, 24 de setembro de 2014 At 06:52
Hermes C. Fernandes: Equilibrando-se na corda bamba da graça: Por Hermes C. Fernandes Estou ciente de todos os riscos de se viver a graça até às últimas consequências. Não encontro melhor ana...
Angela Natel On sábado, 20 de setembro de 2014 At 12:02
Angela Natel On At 07:54
Angela Natel On At 06:37
Angela Natel On sexta-feira, 19 de setembro de 2014 At 11:10
Toca da Leoa: Pesquisa: Até o momento, 115 pessoas responderam ao questionário de minha pesquisa. Agradeço imensamente àqueles que o fizeram e estão divulgando, ...
Angela Natel On At 07:21
Angela Natel On quinta-feira, 18 de setembro de 2014 At 10:38
Angela Natel On At 08:53
Angela Natel On sábado, 13 de setembro de 2014 At 08:17
Angela Natel On quarta-feira, 10 de setembro de 2014 At 08:55
Angela Natel On At 07:19
Hermes C. Fernandes: Cristãos em defesa dos homossexuais: Por Hermes C. Fernandes Ficou escandalizado com o título do artigo?  Pois muito mais escandalizados ficaram os detratores daque...
Angela Natel On segunda-feira, 8 de setembro de 2014 At 08:37
Angela Natel On sexta-feira, 5 de setembro de 2014 At 06:18
Hermes C. Fernandes: Você pouparia este Jesus?: Jesus retratado exatamente como foi exposto ao ser crucificado Por Hermes C. Fernandes - Alguém aí me acusa de pecado? [1]  ...
Angela Natel On quarta-feira, 3 de setembro de 2014 At 08:14

Angela Natel On terça-feira, 2 de setembro de 2014 At 11:41
Vigiar e Orar: Editora Esperança recebe nove indicações para o pr...: O livro Dilemas do Estado Civil concorrerá em duas categorias              No dia 19 de setembro a ASEC (Associação dos Editores Cristã...
Angela Natel On At 10:35

Angela Natel On sábado, 30 de agosto de 2014 At 08:26


Já imaginou um lugar onde as barreiras não existem, onde só há liberdade de ser, coragem de ser, vida em abundância e criatividade sem limites?

Já imaginou um lugar onde sofrer também tem suas vantagens, onde se pode crescer e criar pontes ao invés de muros?

Já imaginou um lugar onde não há espaço para religiosidade, fundamentalismos, falsos moralismos ou conformismos, onde o céu é o limite e a jornada está apenas começando?

Imagine comigo este lugar, cuja localização não é um espaço geográfico, mas um estado de espírito, uma estrada que nos ajuda a sair de nós mesmos para alcançar o outro.

Este lugar tão somente é como uma cruz, cuja essência é o encontro com o transcendente (linha vertical) e com o outro (linha horizontal), cujo caminho me ajuda a sair de meu mundo, meus dogmas, de mim mesma com meus pressupostos de certo e errado.

Sou levada a conhecer novas perspectivas, a calçar os sapatos do outro, desembaraçando-me das fôrmas que me comprimem a vida e a liberdade. Sou desprendida do medo e da insegurança.

Caminho por entre as linhas verticais desta cruz e encontro-me com o Outro capaz de libertar-me com Sua verdade. Sou iluminada e inspirada a prosseguir sem oprimir, assim como não sou por Ele oprimida. 

Sou conduzida, então, a amar sem medida, e atravessar as linhas horizontais desta cruz, onde me vejo estendendo a mão para quem precisa tanto quanto eu de misericórdia e graça - porque não sou melhor do que ninguém - e o faço não por constrangimento externo.

Amo porque sou amada sem exigências. E sem exigências quero amar.

Aceito porque sou aceita.

Estendo a mão porque da mesma maneira fui resgatada. 

E, se porventura me exigem além de meus limites, retorno ao encontro dAquele que não me exige nada, para reaprender a perdoar e a continuar, sem a necessidade de dar por tudo explicações - porque o Outro me entende, foi o único que já calçou meus sapatos e é o único que nada pede de mim.

Posso confiar neste lugar de encontro. Posso seguir neste estado de espírito sem medo, sem constrangimento. Não me envergonho de trilhar este caminho porque é o único onde vejo e sou vista como sou.

Isto é liberdade, é coragem de ser e se desprender, coragem de se relacionar e aprender. E é neste lugar que desejo permanecer.

Angela Natel - agosto/2014.

Angela Natel On quinta-feira, 28 de agosto de 2014 At 14:23

"Infalível Criador, que dos tesouros da Vossa sabedoria, tiraste as hierarquias dos Anjos colocando-as com ordem admirável no céu; distribuístes o universo com encantadora harmonia. Vós que sois a verdadeira fonte da luz e o princípio supremo da sabedoria, difundi sobre as trevas da minha mente o raio do esplendor, dissipando as duplas trevas nas quais nasci: o pecado e a ignorância.
Vós que tornaste fecunda a língua das crianças, tornai erudita a minha língua e espalhai sobre os meus lábios a vossa bênção. Concede-me a acuracidade para entender, a capacidade de reter, a sutileza de relevar, a facilidade de aprender, a graça abundante de falar e de escrever. Ensinai-me a começar, dirigi-me a continuar e ajudai-me a perseverar até o fim. Vós que sois verdadeiro Deus e verdadeiro homem, que vive e reina pelos séculos dos séculos. Amém."

(Santo Tomás de Aquino)

Aprendendo com os mestres do passado, palavras que têm valor eterno! -Angela Natel
Angela Natel On quinta-feira, 14 de agosto de 2014 At 06:41
Línguas Bíblicas e Teologia: lúcifer, a invenção de um nome 1 UMA ANÁLISE DA O...: ENSAIO TEOLÓGICO lúcifer, a invenção de um nome 1 UMA ANÁLISE DA ORIGEM DO NOME lúcifer Por Prof. Pr. José Ribeiro Neto Professor Titula...
Angela Natel On sexta-feira, 8 de agosto de 2014 At 05:24
Norma Braga: "Você se torna aquilo que adora": painel com G.K. ...: Estou completamente apaixonada pelo livro Você se torna aquilo que adora , de G. K. Beale. Para uma "criatura literária" como ...
Angela Natel On sábado, 2 de agosto de 2014 At 13:24



Depois de um evento tão impactante como o que assistimos pela TV paranaense a respeito do menino, filmado no zoológico pelo pai, correndo em frente a um tigre e se arriscando... até ter seu braço amputado após o ataque do animal, fico imaginando algumas implicações a respeito de meus próprios atos...
Quantas vezes brinco com o que devo deixar quieto, persisto em situações que não deveriam mais ocupar meu tempo e esforço... continuo me arriscando junto a pessoas que mais fazem mal do que bem ao me expôr, condenar, tentar medir minha 'espiritualidade' sem o menor conhecimento de causa, muito menos conhecimento da minha pessoa?
Quantas vezes, após ser ferida, maltratada, supostamente injustiçada, aponto o dedo sem o mínimo de hesitação, gritando:
'A culpa é do DIabo!', 'Foi o demônio!', 'Foi o outro que começou, que me atacou!'
'A culpa é dele, toda dele!'
E, ao gritar, nem me passa pela cabeça as horas em que me deleitei montando o cenário para que o desastre acontecesse, como que correndo em frente a um tigre faminto, sendo assistida por quem me ama, agindo inconsequente e sem nenhum tipo de aviso ou cuidado de quem talvez tenha mais experiência.
Fácil é agora querer sacrificar o tigre, querer exorcizar o demônio, culpa o diabo e criar toda a personificação da maldade necessária a fim de me isentar da responsabilidade por meus próprios atos.
Fácil é afirmar que foi só uma brincadeira, que o outro não precisava ter reagido como lhe é natural, que o outro é que deveria medir suas palavras e atitudes... quando comigo... foi só brincadeira.
Fácil é querer crucificar o outro e não a nossos próprios instintos zombeteiros para com o perigo, nossa autossuficiência e nosso suposto 'domínio da situação'.
Fácil é assistir de camarote enquanto o outro se arrisca... e ainda chamar gente prá comentar a cena, expondo e transformando a inconsequência alheia num espetáculo de circo.
Fácil é comentar com terceiros a respeito do que consideramos errado no outro, sem nem ao menos nos darmos ao trabalho de ir diretamente à pessoa e avisá-la do perigo.
Por isso, fácil é matar o tigre e botar panos quentes na consciência, enquanto se obriga a viver amputado de vigor e confiança na vida.
Afinal, a culpa é do diabo, é ele que merece o inferno - não eu - não é verdade?

Angela Natel - 02/08/2014
Angela Natel On sexta-feira, 1 de agosto de 2014 At 09:48

Angela Natel On quinta-feira, 31 de julho de 2014 At 09:38
Angela Natel On terça-feira, 29 de julho de 2014 At 10:35
Angela Natel On quinta-feira, 3 de julho de 2014 At 11:14
Angela Natel On At 06:43
! ABRAOOLHO !: O inferno é a morada de Satanás? E o céu é morada ...: A Bíblia, em momento algum, diz que Satanás mora no inferno. Ao contrário, ela o apresenta como "Príncipe das Potestades do Ar&qu...
Angela Natel On At 06:25








Fico feliz que alguém tenha gritado

o que estava há muito entalado

em minha garganta

e em meu coração.



Angela Natel
Angela Natel On terça-feira, 1 de julho de 2014 At 06:47

Angela Natel On sábado, 28 de junho de 2014 At 07:32
Angela Natel On At 07:28
Hermes C. Fernandes: A gente não é feito pra acabar!: Por Hermes C. Fernandes Durante estes dias de Copa do Mundo, o Brasil se transformou numa enorme caldeira cultural. Gente de todas as...
Angela Natel On sexta-feira, 27 de junho de 2014 At 10:11
! ABRAOOLHO !: Aletheia, Veritas e Emunah.: Existem três palavras que eu acho especiais para a Filosofia. A primeira vem do grego ‘aletheia’ , a segunda vem do latim ‘verita...
Angela Natel On At 10:01
Angela Natel On At 06:36

Atenção, pessoal! Minha pesquisa de Mestrado foi estendida e estará em andamento até o final do mês de julho. Não deixe de participar e divulgar! Muito obrigada!
https://pucpr.co1.qualtrics.com/SE/?SID=SV_3q0nD7T4zTHgqIl

Angela Natel On quinta-feira, 26 de junho de 2014 At 07:03
Angela Natel On At 06:42
! ABRAOOLHO !: Como Cristo Cumpriu e Acabou com o Regime do Antig...: por John Piper A glória de Jesus Cristo brilha ainda mais claramente quando O vemos em sua relação apro...
Angela Natel On At 06:41
Norma Braga: O ídolo da beleza: Triste notícia: " Mulheres passam por cirurgia para encurtarem os pés ". O pecado não muda essencialmente, só ganha novos format...
Angela Natel On terça-feira, 24 de junho de 2014 At 06:00
Angela Natel On At 05:22
Angela Natel On sábado, 21 de junho de 2014 At 14:58
Angela Natel On quarta-feira, 11 de junho de 2014 At 05:29
Angela Natel On domingo, 8 de junho de 2014 At 17:00
Angela Natel On quinta-feira, 5 de junho de 2014 At 08:27
Hermes C. Fernandes: A camisa da seleção manchada de sangue: Por Hermes C. Fernandes Contagem regressiva para a Copa. Imagino como deve estar o coração dos dirigentes desta nação. Como o povo ...
Angela Natel On quarta-feira, 4 de junho de 2014 At 10:15
Angela Natel On terça-feira, 3 de junho de 2014 At 11:23

Estou realizando uma pesquisa (dissertação de Mestrado: O perfil sociorreligioso das juventudes universitárias paranaenses) a fim de mapear a diversidade das práticas religiosas neste campo.

Participe deste projeto!
Se você é universitário(a) no Estado do Paraná, entre no link abaixo e responda ao questionário. Em 5 minutos você deixa sua marca neste trabalho e junta forças em um projeto para valorização da liberdade de fé e prática.

https://pucpr.co1.qualtrics.com/SE/?SID=SV_3q0nD7T4zTHgqIl

A pesquisa estará em andamento durante todo o mês de junho de 2014.

Participe e divulgue!

Muito obrigada.

Angela Natel
Angela Natel On domingo, 1 de junho de 2014 At 11:59

Angela Natel On domingo, 25 de maio de 2014 At 06:00



Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel -http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel 
Angela Natel On quinta-feira, 22 de maio de 2014 At 07:18
Hermes C. Fernandes: Xuxa chora depois de ser hostilizada por pastor em...: Por Hermes C. Fernandes A apresentadora Xuxa  Meneghel foi hostilizada e constrangida por um pastor membro da bancada evangélica n...
Angela Natel On At 07:15

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel - http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On quarta-feira, 21 de maio de 2014 At 11:10

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel - http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On terça-feira, 20 de maio de 2014 At 05:37

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel - http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On segunda-feira, 19 de maio de 2014 At 10:48
Angela Natel On At 06:25

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel - http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On domingo, 18 de maio de 2014 At 08:23
Angela Natel On At 08:21

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel - http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On sábado, 17 de maio de 2014 At 08:48

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel - http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On sexta-feira, 16 de maio de 2014 At 07:06
Não, Obrigado!: Novo Testamento em áudio para download gratuito: S ei que tem gente que tem uma preguiça enorme de ler a Bíblia. Mas que tal ouvi-la? Não sei se vocês já ouviram falar no projeto "A...
Angela Natel On At 07:02

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel -http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On quinta-feira, 15 de maio de 2014 At 11:36
Angela Natel On At 07:49

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel - http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On quarta-feira, 14 de maio de 2014 At 09:34
Angela Natel On At 05:14

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel -http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On terça-feira, 13 de maio de 2014 At 09:39
Hermes C. Fernandes: Templo de Salomão: insulto a Deus, monumento à ign...: Por Hermes C. Fernandes O Templo de Salomão, nova sede mundial da Igreja Universal, será inaugurado no dia 31 de julho, com a ...
Angela Natel On At 05:01

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel - http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On segunda-feira, 12 de maio de 2014 At 06:03

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel - http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On domingo, 11 de maio de 2014 At 12:46
Angela Natel On At 08:09

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel - http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On sábado, 10 de maio de 2014 At 06:12

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel -http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On sexta-feira, 9 de maio de 2014 At 07:51

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel - http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On quarta-feira, 7 de maio de 2014 At 07:41

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel - http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel
Angela Natel On terça-feira, 6 de maio de 2014 At 06:01

Parte integrante do livro 'Teologia em Poesia', de Angela Natel - http://pt.slideshare.net/eetown/teologia-em-poesia-de-angela-natel

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.