Angela Natel On segunda-feira, 11 de junho de 2012 At 07:12



Por Fabian Ayroldi - 1º Sgt (R) - Exército Argentina


Nos últimos tempos tem-se levantado um novo ensinamento por líderes que querem manter seus seguidores atados a eles tal qual escravos atemorizados.
Esses pregadores ostentam grande glória e conhecimentos, e forçam os membros das suas congregações que continuem a lhes ser sujeitos, como se fossem a fonte de toda bênção.

Um pastor é um "servidor", não um "mestre" da igreja e, ao servir a Deus para o bem da Igreja, deve protegê-la e guiá-la espiritualmente a Deus e sua palavra, tal como o pastor conduz as ovelhas para pastagens frescas e água límpida (isto é, um tipo de doutrina).Um membro deve respeitar, ser obediente, e não causar problemas para o seu pastor, porque esse é um claro mandamento bíblico.

    "Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil." Hebreus 13:17.

Agora isso não significa que os membros não possam recusar, fazer objeção, e discernir se o que o pastor está pregando e fazendo é a coisa certa diante de Deus. Os pastores têm que prestar contas a Deus, não seus seguidores ou membros de sua congregação, mas de si próprios e do que fizeram. Cada pessoa terá de dar conta de si próprio e não outro qualquer.

    "... Cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus." Romanos 14:12.

Todos os cristãos são sacerdotes de Deus e são chamados a estarem preparados em todos os momentos através da palavra, para fazer um bom serviço.

    "E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele glória e poder para todo o sempre. Amém." Apocalipse 1:6.

    "E para o nosso Deus os fizeste reis e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra." Apocalipse 5:10.

Isto significa que todos são responsáveis pelo estudo bíblico e comparar os ensinamentos dos líderes com o que diz a Palavra. Um líder que obriga ou intimida seus membros de se manterem sob a sua assim chamada "cobertura" está agindo de forma sectária e os controlando tal qual um ditador. O cristão não está sob o controle de ninguém; ele é livre, tendo sido libertado por Deus.

    "Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão." Gálatas 5:1.

    "Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor." Gálatas 5:13.

É muito importante a adesão a um igreja local e prestar contas a alguém (um pastor, líder, professor, conselheiro etc.). Isto nos torna mais responsáveis por nossas ações e nos mantém na linha; mas isso não significa que a pessoa a quem prestamos conta e confiamos para direção espiritual seja infalível e soberano domínio sobre as nossas vidas, além de bons conselhos e disciplina dada de acordo com a Bíblia por razões legítimas.

A cobertura do crente vem de Deus, e a alegação de que um cristão sinta a necessidade de deixar certa filiação a alguma igreja não lhe deixa sobre qualquer "direito legal" de Satanás: isso é inteiramente falso. Na verdade, esta é a mesma tática utilizada por seitas como as Testemunhas de Jeová, por exemplo. A cobertura de um crente não depende da organização ou congregação a que ele pertence, ou a que o líder (Pastor) tem; ela vem de Deus. É Deus quem protege os fiéis e os guia em tudo.

    "E para que sejamos livres de homens dissolutos e maus; porque a fé não é de todos. Mas fiel é o Senhor, que vos confirmará, e guardará do maligno." 2 Tessalonicenses 3:2,3.

    "Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança incorruptível, incontaminável, e que não se pode murchar, guardada nos céus para vós, que mediante a fé estais guardados na virtude de Deus para a salvação, já prestes para se revelar no último tempo." 1 Pedro 1:3-5.

    "Ora, àquele que é poderoso para vos guardar de tropeçar, e apresentar-vos irrepreensíveis, com alegria, perante a sua glória, ao único Deus sábio, Salvador nosso, seja glória e majestade, domínio e poder, agora, e para todo o sempre. Amém". Jude 24, 25.

    "Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca." 1 João 5:18.

A cobertura não é oferecida ou dada pelos homens aquela que te mantém longe do diabo e livre de seus ataques, mas é a cobertura do teu Deus, através do Espírito Santo, a que nos protege.

Amém.

Deus te abençoe.

Tradução: Cleber Olympio, sob permissão do autor e do Ministerio El Remanente Inc. Alabama, EUA.
Fonte: [ Militar Cristão ]

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.