Angela Natel On segunda-feira, 9 de abril de 2012 At 07:01

Longa metragem produzido pela Missão Portas Abertas que conta um pouco sobre a igreja perseguida na China. O título "Bambus no inverno" faz referência à perseguição do evangelho: "Nós, os cristãos chineses, somos como bambu, enquanto mais cortados somos, mais crescemos."
Num pequeno vilarejo do interior da China a comunidade vive à mercê do comunismo, sofrendo diversas repressões do Regime governamental de sua época. Ah-Choi é uma das poucas jovens que conseguiu uma boa formação acadêmica e não aceita desistir dos seus sonhos para entregar-se às pressões dos seus governantes. Ela vive à procura de uma resposta e algo que complete o seu interior. Seu pai vive bebendo para esquecer o seu passado e as perseguições sofridas junto com a sua esposa que morreu torturada pelos comunistas por causa do cristianismo. Ele teme que Ah-Choi sofra por se envolver com a fé cristã.

Quando o evangelista itinerante chega à vila para distribuir e ensinar a Bíblia, ela questiona e acha uma grande tolice a sua vida de sacrifício e simplicidade. Com o passar do tempo, a transformação de vidas através do amor leva Ah-Choi a entender a mensagem da salvação.

A fé de todos é provada quando o exército comunista faz uma busca à procura do evangelista, queimando seus livros e espancando todos que o seguem

O filme foi premiado pela Associação de Produtores Cristãos de Filmes (ICVM) com todos os 9 Crown Awards: melhor do ano, melhor diretor, melhor produtor, melhor edição, melhor ator, melhor ator coadjuvante, melhor atriz coadjuvante e melhor filme evangelístico.

Assista o filme aqui:

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.