Angela Natel On domingo, 25 de março de 2012 At 07:56




“Tendo eles partido para Cafarnaum,
estando Ele em casa,
interrogou os discípulos:

De que é que discorríeis pelo caminho?

Mas eles guardaram silêncio;
porque, pelo caminho,
haviam discutido entre si sobre quem era o maior.

E Ele, assentando-se,
chamou os doze e lhes disse:

Se alguém quer ser o primeiro,
será o último e servo de todos.”.
(Marcos 09:33-35).


- Os discípulos, envolvidos em sua luta constante pelo sucesso pessoal, ficaram constrangidos ao ouvirem Jesus lhes dizendo:


“... Se alguém quer ser o primeiro,
será o último e servo de todos.”.
(Marcos 09:35).

- Aquele que pretendesse ser o maioral entre eles, deveria ser ESCRAVO de todos.

- Sim, ESCRAVO, pois é esse o significado original no grego de servo.

- Enquanto os discípulos preocupavam-se em ocupar uma posição de prestígio em um reino terreno, Jesus lhes ensinava a servirem uns aos outros.


- Enquanto seus discípulos disputavam entre si quem alcançaria uma promoção ou posição elevada na igreja, Jesus lhes ensinava que a ocupação mais elevada entre eles, seria a de ESCRAVO de todos.

- Jesus lhes deixa bem claro, que entre eles, não haveria nenhum privilégio que todos não tivessem.

- E o maior privilégio entre eles não era dominar um sobre o outro, mas servirem-se uns aos outros mutuamente por amor.

- Caso alguém quisesse dominar, ou estar sobre os irmãos, deveria se arrepender e se tornar escravo de todos.


- Em outras palavras, deveria anular sua vontade para fazer a vontade dos irmãos, como escravos que escolheram ser.

- Um escravo não tem salário, não tem propriedades e não tem privilégios.

- É só um escravo.


- JESUS reprova qualquer desigualdade entre Seus seguidores, mas se alguém quer ser maior (cristão), seja escravo.

- Enquanto os discípulos discutiam qual deles era o mais digno de liderar entre os demais, Jesus coloca uma criança no meio deles e lhes diz:


“E JESUS, chamando uma criança,
colocou-a no meio deles.

E disse:

Em verdade digo a vocês
que se vocês não se converterem
e não se tornarem como crianças,
nunca entrarão no Reino dos Céus.

Portanto,
aquele que se humilhar como esta criança,
esse é o maior no Reino dos Céus.”.
(Mateus 18:02-04).

- A resposta de Jesus sobre qual seria o maior entre eles:


“Portanto,
aquele que se humilhar como esta criança,
esse é o maior no Reino dos Céus”.
(Mateus 18:04).

- Os discípulos discutiam entre si quem seria o maioral no governo de Deus.

- Discutiam: “Qual de nós será o líder, o sacerdote, o pastor?”.

- Jesus responde: “Nenhum de vocês!”.

- Sim, pois nenhum deles estava disposto a ser como uma criança obediente, mas queriam ser obedecidos como senhores uns dos outros, e não servos.


- A resposta de Jesus é bem clara: “O líder que governará entre vós deverá ser como esta criança!”.

- O que pode uma criança governar ou mandar?

- Porém, era exatamente o que os apóstolos pretendiam fazer em relação aos seguidores do Reino!

- Queriam uma cadeira de autoridade no governo de DEUS.

- JESUS então ordena que se humilhem e se igualem ao nível das crianças em relação a serem maiores no Reino, pois entre os seguidores dEle não há maiorais que exerçam autoridade sobre Seus seguidores.

- Ele nos chama para sermos conduzidos e não para conduzir, tal como as crianças.


- Ele é nosso único condutor.

- Existe uma única autoridade na igreja de Cristo Jesus amado (a), e esta autoridade é o próprio Cristo!

- Os discípulos estavam acostumados com o sistema religioso exercido pelos escribas e fariseus que reinavam entre os demais.

- Sendo assim, os discípulos acreditavam que o Reino de Deus seria semelhante ao dos fariseus, onde homens governavam homens, mas Jesus lhes demonstra que Ele seria seu único líder.

- Nenhum deles seria escolhido como comandante dos demais, pois a única voz de comando que deveria ser reconhecida pelos seguidores de JESUS, era a Sua voz.


- Jesus não escolheu Pedro, João ou a nenhum outro discípulo para governar o Reino de Deus, pois o Reino é de Deus.

- Havia um sistema religioso onde homens governavam homens, mas Jesus advertiu seus discípulos lhes dizendo:


“E, ensinando-os,
dizia-lhes:

Guardai-vos dos escribas,
que gostam de andar com vestes compridas,
e das saudações nas praças,
e das primeiras cadeiras nas sinagogas,
e dos primeiros assentos nas ceias;
que devoram as casas das viúvas,
e isso com pretexto de largas orações.

Estes receberão mais grave condenação.”.
(Marcos 12:38-40).

- Guardai-vos dos escribas, não façam como eles que gostam de serem saudados nas praças como líderes, como grandes.

- Guardai-vos de ser como eles que se aproveitam da ocupação que exercem para sentarem-se nas primeiras cadeiras e exploram até viúvas.

- Guardai-vos, não imitem aos escribas e fariseus, pois este sistema onde um homem governa outro homem corrompe ao próprio homem.


“Vós, porém,
não queirais ser chamados Rabi,
porque um só é o vosso Mestre,
a saber, o Cristo,
e todos vós sois irmãos.

E a ninguém na terra chameis vosso pai,
porque um só é o vosso Pai,
o qual está nos céus.

Nem vos chameis mestres,
porque um só é o vosso Mestre,
que é o Cristo.

O maior dentre vós será vosso servo.”.
(Mateus 23:08-11).

- Em outras palavras, Jesus estava orientando que a Sua Igreja não teria líderes, pois todos somos irmãos, servos uns dos outros.

- Quando os homens elegeram e inventaram líderes para suas “igrejas” chamando-os de pastores, violaram este mandamento de Cristo Jesus.


- Não entenderam a distinção entre o dom de serviço e posição de elevação.

- Quando na Escritura o SENHOR fala sobre pastores, fala sobre servos, ESCRAVOS, e não líderes arrogantes.

- Dom de serviço não é dom de liderar amado (a).

- Dom de serviço é para servir e não para ser servido.


- Mas o que vemos hoje nas “igrejas cristãs”, são homens que amam o título de “pastor” para reinar sobre os demais homens.

- Líderes religiosos (pastores) que usufruem de uma vida abastada explorando a fé de “viúvas” tal qual como faziam os escribas e os fariseus.

- Leia com atenção todo o capítulo 23 do Evangelho de Mateus e compare as abominações praticadas dos fariseus da época de Jesus com as práticas dos fariseus contemporâneos.

- Homens que reinam em um reino de homens em uma “igreja” que poderia ser chamada de “IGREJA DO REINO DOS HOMENS”.


- Quem é líder da sua Igreja amado (a)?

- O líder da sua igreja é aquele homem que aparece no banner que fica em cima da porta de entrada ou é Cristo Jesus?

- O “pastor” da sua “igreja” serve a Deus ou Mamom?


“Nenhum servo pode servir dois senhores;
porque,
ou há de odiar um e amar o outro,
ou se há de chegar a um e desprezar o outro.

Não podeis servir a Deus e a Mamom.

E os fariseus,
que eram avarentos,
ouviam todas estas coisas,
e zombavam dele.

E disse-lhes:
Vós sois os que vos justificais a vós mesmos
diante dos homens,
mas Deus conhece os vossos corações,
porque o que entre os homens é elevado,
perante Deus é abominação.”.
(Lucas 16:13-15).

- Nenhum servo (ESCRAVO) pode servir a Deus e Mamom (deus da ganância) ao mesmo tempo.

- Nenhum ESCRAVO deve reinar entre seus irmãos, a menos que seja escravo do sistema religioso cujo deus é um demônio.

- Os fariseus eram avarentos e zombavam de Cristo Jesus:


“E os fariseus, que eram avarentos,
ouviam todas estas coisas,
e zombavam dele.”.
(Lucas 16:15).

- Os líderes de hoje zombam de Cristo com sua avareza e ambição.


- Pregam um reino onde o dízimo é deus.

- Elegem para si pastores para ocuparem uma posição elevada.

- E quando um homem se coloca acima de outro homem em nome de DEUS, está praticando o pecado da abominação:


“E disse-lhes:

Vós sois os que vos justificais a vós mesmos
diante dos homens,
mas Deus conhece os vossos corações,
porque o que entre os homens é elevado,
perante Deus é abominação.”.
(Lucas 16:15).

- Foi isto que Jesus Cristo ensinou a seus discípulos quando lhes disse que deveriam ser servos (ESCARAVOS) uns dos outros.

- Porque aquele que se entre os homens é elevado, perante Deus é abominável.


- Pretender tal autoridade é o que forma o homem de pecado.

- O sistema religioso profano dos dias de CRISTO foi copiado na Idade Média pelo sistema religioso da igreja católica e as organizações religiosas modernas se tornaram a imagem de Roma.

- As formas de governo são modificadas, mas prevalecem os mesmo princípios.

- Qual a diferença do papa católico dos papas evangélicos?

- Homens governando homens em nome de DEUS.


- Esses homens que ostentam uma aparência justa e estão colocados acima de seus irmãos, elevados em posição, como administradores do rebanho, governadores e chefes do povo de DEUS, é abominação para DEUS.

- Ao se colocarem como cabeças advogando poderes executivos desviam os olhos dos homens de JESUS para si mesmos.


- Em vez de o povo cristão seguir unicamente a JESUS passa a seguir seus mestres e pastores e por eles os cristãos são desviados da simples verdade.

- Não podem olhar para dois ao mesmo tempo.

- O lugar de CRISTO é então preenchido por um homem.

- Em lugar do Reino de DEUS se estabelece o reino de homens que governam homens em nome de DEUS.

- Esse reino de homens se esconde detrás do nome “igreja”.


- Todos têm que lhes submeter à crença e concordar com seu dogmatismo.

- Cria-se assim uma imagem a Besta e se forma o Anticristo, isto é, em lugar de CRISTO.

- Homens como o papa ou pastores assumem o lugar de JESUS na Terra e os homens os temem como se fossem dotados de algum poder celestial, mas DEUS os considera abominação desoladora.

- Quando um homem então usurpa a cadeira de CRISTO e se torna o pastor da “igreja”, ou papa, que dá no mesmo, pois um é a imagem do outro, então:


“Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar,
e os põem aos ombros dos homens;
eles, porém,
nem com o dedo querem movê-los;
E fazem todas as obras
a fim de serem vistos pelos homens;
pois trazem largos filactérios,
e alargam as franjas das suas vestes,”.
(Mateus 23:04-05).

- São monarcas de crentes inocentes vivendo em superioridade como se fossem pequenos deuses.


- O seu alvo central é trazer membros pra sua “igreja”, enchendo a “casa de DEUS” (para não dizer o império deles).

- Uma coisa é fazer os homens defensores de uma denominação religiosa, outra coisa bem diferente é tornar os homens seguidores unicamente de JESUS.

- Salvação não tem nada que ver com se tornar membro de determinada ordem religiosa, mas em ser nova criatura pela fé em JESUS.


- Ou nós pertencemos ao Reino de Deus, ou somos membros da “IGREJA DO REINO DOS HOMENS”.

"A ÚNICA VERDADE QUE LIBERTA É A DE DEUS
AS OUTRAS APENAS MACHUCAM"

*

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.