Angela Natel On quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012 At 04:00



"O Senhor Deus formou, pois, o homem do barro da terra,
e soprou em suas narinas um sopro de vida
 e o homem se tornou um ser vivente." Gn 2:7

Antes mesmo de ler Por que você no quer mais ir à Igreja?, já sabia que a Igreja estava doente. Ariovaldo Ramos em Nossa Igreja Brasileira, alertou sobre a estrada errada que havia pego a comunidade cristã brasileira. Ricardo Gondim fez o mesmo quado publicou os livros O Que Os Evangélicos (Não) Falam e É proibido.

Os professores da faculdade de Teologia, olhavam-nos com olhos assustados ao se depararem com turmas cada vez mais enraizados nesse terreno pedregoso, um lo-debar¹.Fui um aluno que questionava tudo o que era dito e por vezes questionei a reflexão dos professores com versos descontextualizados e ideologias aprendidas nas manhãs sábados pela TV. No momento em que a Bíblia precisou ser repensada, senti como se tivessem removendo um pedaço do meu corpo. Ainda hoje dói, mas sei que para crescerem novas folhas as velhas e murchas precisam ser podadas.

Ecclesia reformata et semper reformanda est² sugeria uma igreja viva que não ficasse presa as tradições tão severamente criticadas por Lutero em suas 95 Teses. Mas tudo que está vivo está sujeito a adoecer e até mesmo morrer. "Para morrer, basta estar vivo", já dizia um velho ditado. E a Igreja de hoje apresenta um quadro clínico lamentável. Temos adoradores e adoraDólares; pregadores e mercenários; pastores e lobos; cuidadores e ditadores; Evangelho e outros-Evangelhos; pecadores perdoados e sacrossantos; Deus e deuses. Tudo isso adorado no mesmo lugar. Lugar esse que chamamos de igreja.

Cresce em nossos dias o grupo de cristãos desigrejados. Estes seriam aqueles que não veem mais a reunião da comunidade em endereço fixo como algo necessário. Eles se reúnem em ambientes públicos ou em casas para compartilhar a leitura bíblica e estar em comunhão. Alguns dão suas ofertas para grupos filantrópicos, pessoas carentes ou utilizam em ações evangelísticas. Em alguns casos não possuem líderes, todos leem e ensinam.

Neste ano de 2011 eu passei por algumas experiências amargas em minha comunidade. Algumas vezes precisei engolir seco e chorar por dentro em silêncio. Presenciei um bom homem, servo de Deus, sofrer sanções de um líder ditador. Vi pessoas dormirem ao som de uma boa pregação e balburdiando ao som de palavras vazias e distantes de Deus. As pessoas adoram frases que lhes digam que são especiais e que irão conseguir o que querem, ainda que Deus nada lhes tenha prometido... Constatei que as reuniões que mais atraem pessoas são aquelas que em que o que é oferecido está em paralelo com a cultura Você Merece Ser FelizAcordei e encontrei uma Igreja inerte aos enfermos e famintos.
[Jesus], quando ia chegando, vendo a cidade [de Jerusalém], chorou sobre ela. Lucas 19:41
As coisas não mudaram muito dos dias do pranto de Jesus para os nossos, não. A Igreja continua sendo motivo de pranto. Existem aqueles que vivem um caso de amor e ódio com ela. Pessoas que gostariam que as coisas fossem diferentes. Que gostariam que as coisas fossem cristãs. "O ideal cristão não foi testado e reprovado. Ele foi considerado difícil e por isso permaneceu sem ser experimentado", disse Chesterton. Muitos só tem referências ruins da igreja. E sinceramente, somos culpados.

Vou me desigrejar, cogitei durante meus momentos de reflexão. Estou pronto para isso? Não sei responder a essa pergunta. Não tenho pretensões luteranas á respeito da Igreja. Se quero ver as coisas mudarem? É claro! Mas não vou enfrentar o atual sistema religioso cristão de forma kamikaze. O mais certo é agir homeopaticamente. Até mesmo um remédio pode levar á morte quando não aplicado na medida certa.

Os desigrejados estão tentando construir o reino por fora. Os que conseguem, o fazempor dentro de uma igreja. Talvez você pense, como eu pensei um dia, que Deus está somente nas dimensões das quatro paredes erguidas com suor, lágrimas e um enorme montante de dízimosDeus não mora na igrejaAssim como nós Ele vai na igrejaExtra ecclesiam nulla salus³, somente se ecclesiam for com e maiúsculo. Deus mora na Igreja, com i maiúsculo.

Igreja somos nós. Nós que andamos aos quatro cantos, como nas complicadas visões de Ezequiel. O livro de Atos nos diz que Deus não mora em construções feitas por mãos humanas. Paulo na primeira carta aos coríntios enfatiza que somos templos do Espírito Santo. Segundo a Bíblia, Deus esculpiu o primeiro homem do barro, com suas próprias mãos. Logo, biblicamente não há justificativa para dizer que o único lugar possível para ter comunhão com os irmãos seja na igreja construída por nós.

Aonde há um cristão, há culto á Deus. Se o cristão está dirigindo, está cultuando á Deus. Não importa o que seja: lavando o carro, fazendo comida, trabalhando, pintando, escrevendo, caminhando, dormindo, jogando futebol ou videogame, fazendo sexo com seu cônjuge, comendo, defecando, urinando, estudando, fazendo assistência social, navegando na internet, ou seja, qualquer coisa que um cristão sincero esteja fazendo, está na presença de Deus e deve agir de forma cultual.

Desigrejar é o caminho? Creio que não. Se você quer resolver um problema, não é fugindo dele que irá consegui-lo. Não funcionou com Jacó ou Moisés e certamente não irá funcionar conosco também. Talvez alguns de nós precisemos ir mais de leve, frequentando um pouco menos para que a poeira da tempestade de areia baixe e depois regresse para ajudar a quem precisar.

Conclusão: pertencer a uma agremiação cristã que se reúne em uma igreja de quatro paredes não faz de alguém um cristão. Tão pouco estar fora dela faz de uma pessoa um não-cristão. O fato é que estar dentro de uma igreja, por mais difícil que possa ser, pode ser a resposta de oração de alguém que está se achando sozinho em meio a tanta loucura. São os enfermos é quem precisam de ajuda e não os sãos, já dizia o Mestre.

Continuo na igreja, com i minúsculo, tendo certeza que todos pertencemos ao grande rebanho, da Igreja de Deus. Com i maiúsculo.

¹ - Lo-Debar é o nome da cidade bíblica onde ficou refugiado o filho de Jônatas, Mefibosete. "Lo-debar", significa "sem pasto; árido".
² - Lema da Reforma Protestante, que significa "Igreja Reformada está Sempre se Reformando".
³ - ‎Fora da igreja não há salvação,  termo cunhado por Cipriano de Cartago, no século III.

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.