Angela Natel On domingo, 22 de janeiro de 2012 At 09:35


Teve masturbação gospel ungida? Não sei se as ermãs estavam na contabilidade e nem quero saber, mas esta foi  a manchete estampada no caderno de cultura de O Globo está semana:

“Descubra quantas vezes as meninas do BBB se masturbaram no programa”

E agora, para desespero nosso, também está em todas as redes sociais, jornais e TVs.

O Brasil mergulha fundo na iniquidade.

 "Ai, nação pecadora, povo carregado de iniqüidade, descendência de malfeitores, filhos corruptores; deixaram ao SENHOR, blasfemaram o Santo de Israel, voltaram para trás." Isaías 1.14:4

Eu tenho vergonha de viver em um país onde o assunto da semana é este e o da semana passada foi o estupro no na TV.

E, como eu não pretendo me mudar de país e eu não sei quando será a volta de Cristo, creio ser melhor estar entre os que desta geração irão se levantar e dizer:  BASTA!
Esta semana publicamos um post conclamando as pessoas a boicotarem o programa Big Brother Brasil e a se mobilizarem para pedir as autoridades competentes a retirada deste programa do ar. LEIA AQUI

Uma iniciativa que já conta com o apoio de, pelo menos um representante da bancada evangélica no parlamento, o Dep. Marco Feliciano, que já esta se mobilizando pela retirada desta excrecência do ar.

- Admoestem seus parlamentares a fazerem o mesmo!

A esmagadora maioria dos crentes apoiou a iniciativa, outros poucos questionaram a legitimidade ou a conveniência de uma ação de censura. Eu também não sou a favor de censura, contudo, a estes, temos oferecido quatro ponderações:

1) O programa está sendo exibido por concessão pública em rede aberta e em horário nobre, portanto, passível de ser assistido por crianças. Não se trata de censura de conteúdo, mas de restrição de acesso, propaganda restrita e horário compatível. Se tais princípios tivessem sido observados, não estaríamos nos mobilizando contra o programa. Contudo, por interesses econômicos da TV Globo e de seus anunciantes o programa além de ser exibido em flashs em diversos horários, conta com o maior rolo compressor midiático que este pais já conheceu e está onipresente em todos os veículos. Tais interesses econômicos, que movimentam recursos milionários entre anúncios, pay-per-view e ligações telefônicas em um montante comparável à exibição de uma Copa do Mundo, contam ainda com a vantagem de um custo de produção baixíssimo, visto que não se utiliza de atores e não paga direitos de transmissão de terceiros, como é o caso da Copa do Mundo. Portanto, um negócio fabuloso feito as custas da cultura, dos valores familiares e das crenças do povo brasileiro.

2) Este programa não contribui para a boa formação de nossa sociedade como exige a Constituição Federal aos concessionários de direitos de transmissão em ondas públicas, mas antes, pelo contrário, presta um desserviço público a nossa nação e ainda descumpre a LEI. como determinado no Art. 221 em seu Caput e em seu inciso IV da Constituição Federal da República Federativa do Brasil, que diz: Art. 221 - "A produção e a programação das emissoras de rádio e televisão atenderão aos seguintes princípios": IV)"respeito aos valores éticos e sociais da pessoa e da família". Não se trata de restrição do direito de expressão! Estes direitos estão garantidos dentro da própria Contituição, devendo a TV GLOBO fazer uso de seus direitos sem ofender o direito público.

3) Não é uma questão de "vê quem quer" ou "para isto existe controle remoto". Não somos só esquentadores de banco de igreja. Somos cidadãos do país e, como cidadãos cristãos, devemos fazer mais e melhor e exigir das nossas autoridades o cumprimento do mandato que lhes outorgamos.  O estado tem a obrigação de exercer políticas de cultura, educação e saúde, restringindo, ainda que não proíba, os produtos e iniciativas que ofendam a saúde das pessoas e prejudiquem a sociedade. Não se trata de censura. O programa pode ser exibido somente em canais fechados e eletivos, como se faz com a programação pornográfica. Da mesma forma, a sua promoção deve sofrer as mesmas restrições que se fazem aos produtos, como o cigarro, por exemplo, onde o estado não proíbe quem queira fumar, mas restringe a venda do produto por idade e impõe limites severos à sua propaganda.

4) A virtual avalanche midiática colocada na divulgação deste programa, tão somente por interesses financeiros, atinge a todos, mesmo os que não assistem ao programa e não desejam fazê-lo, de tal maneira que é praticamente impossível não ser bombardeado por notícias sobre o assunto. E isto ocorre não somente com adultos, mas com crianças que convivem com outras crianças, cujos pais omissos permitem que os seus filhos assistam a este lixo, os quais, passam a disseminar notícias e valores deste programa nas escolas.

A prova CABAL desta violência midiática está ai no título deste artigo. 


É preciso dizer mais alguma coisa?

Eu não vejo Big Brother, mas leio jornal! O que agora se transformou em atividade de alto risco, pois ao querer me informar sobre as notícias de cultura sou virtualmente CURRADO pelas notícias desta imoralidade.

Não lhe parece que a Globo agora quer fazer uma guerra de CONTRA-INFORMAÇÃO e estabelecer que o número de masturbações de piriguetes é CULTURA NACIONAL?


 Um país não muda pela sua economia, sua política e nem mesmo sua ciência; muda sim pela sua cultura. BETINHO

Lamentavelmente, eu já sei que entre nós muitos dirão: “Vocês deviam se preocupar com outras coisas, como a “salvação das almas”, os falsos profetas e etc. Existe controle remoto!

Verdade maninho(a), não tiro a sua razão e acrescento à sua lista: os desabrigados, a fome, a violência contra a mulher, as crianças abandonadas, a perseguição de cristãos pelo mundo afora e muitos eteceteras. E, de fato, há quem esteja se ocupando com estas causas e, também, quem as esteja apoiando financeiramente e, espero, você seja um deles! Se não é o seu caso, vão a seguir algumas sugestões para que você faça a diferença:

Missão Mundial


Portas Abertas


Apadrinhe


Vai fundo! Faça as suas doações, como eu  também as faço e, depois, volte aqui e ofereça a sua nobre opinião com a propriedade dos justos!

Contudo, ainda assim, devo lembrá-lo de que o nosso papel de ser o SAL neste mundo, imitadores de Cristo, envolve uma amplitude de responsabilidades neste planeta, incluindo a preservação do mesmo, que é a criação de nosso Pai, vai dai, que te dou AQUI mais uma sugestão de doação.


Como cristãos, somos chamados a tarefas que o mundo repudia e tem por loucura. Entre tantas, evitar que a futura geração seja liquidada na iniquidade.

Eu não gostaria de saber que os meus filhos ou netos entenderão que cultura é assistir estupro pela TV ou saber que é digno da mulher se expor em público da maneira como fazem estas meninas do Big Brother, de tal maneira que o caderno de cultura dos jornais brasileiros venham a contabilizar o número de suas masturbações em frente a TV e os milhões aquinhoados pela venda de revistas com a sua nudez! Estes são assuntos da agenda do diabo e que eu gostaria de ver restritos às rodas dos escarnecedores e não à mesa das famílias brasileiras.
"O importante da educação não é o conhecimento dos fatos, mas dos valores. " Dean William R. Inge
E, neste momento, eu me refreio ao desejo de oferecer uma resposta bíblica a esta CHACINA MORAL, até para que não sejamos taxados de FUNDAMENTALISTAS RELIGIOSOS (o que a esta altura seria uma honra), tendo por isto relativizados os nossos argumentos pelos ímpios.

Mantendo, portanto, a argumentativa no aspecto da CULTURA e da EDUCAÇÃO, apresento a seguir vídeo do artista plástico Antonio Veronese, o qual está bombando na internet e representa o protesto dos artistas brasileiros a esta brutalidade midiática da TV GLOBO. Não faltarão tantos outros vídeos e artigos de cristãos sinceros, os quais postaremos, em outra oportunidade.





"Ser capaz de respeito é hoje em dia quase tão raro como ser digno de respeito." Joseph Joubert

"A corrupção, em certo sentido, é produto da forma de vida de uma sociedade aquisitiva, onde domina o dinheiro e onde as pessoas são julgadas pelo que possuem e não pelo e são." Odegard

"O que se faz agora com as crianças é o que elas farão depois com a sociedade."Karl Mannheim







Finalmente, convocamos os irmãos a ASSINAREM a PETIÇÃO PÚBLICA pela retirada do BBB do ar neste link:


Outrossim, conclamamos os cristãos a boicotarem os produtos dos anunciantes deste programa, os patrocinadores da agenda maligna, os quais até a semana passada eram:

  • AmBev (Guaraná Antarctica)
  • Fiat
  • Niely
  • Schincariol (Devassa)
  • Unilever (Omo)

Dinheiro é a linguagem que esta turma respeita. Que eles não vejam o dinheiro dos crentes!

  • Esqueça o OMO. Lave a sua roupa com um sabão em pó que não financie a imundícia.
  • Ignore os cosméticos da Niely. Prefira o bom perfume de Cristo.
  • Não beba a devassidão.
  • Não mate a sua sede com o guaraná que assassina a moral da família brasileira. Prefira o suco da videira dos santos.
  • Antes de comprar um carro, veja a quem o seu dinheiro irá servir.

Pronto a receber os processos das respectivas marcas; ou mais feliz em publicar futuramente a  retratação destas empresas e a notícia de sua reprovação aos rumos do programa que financiam.



Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/2012/01/quantas-vezes-as-meninas-do-big-brother.html#ixzz1kD3WsqUu
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.