Angela Natel On quinta-feira, 5 de janeiro de 2012 At 04:34

O marido dela, pastor Suárez, liderava uma pequena comunidade cristã em La Guajira. No dia do ataque contra o pastor Suárez, os membros de sua igreja se reuniam na sua casa, quando dois homens entraram perguntando pelo pastor. Minutos depois, eles abriram fogo e assassinaram Suárez e sua filha, Nubia.
O pastor e sua filha não resistiram aos ferimentos e faleceram quando estavam sendo levados ao hospital.
O Pastor Suárez, além de sustentar sua família, também sustentava seus pais idosos. Agora, Aida luta para sustentar seus filhos, enquanto chora a perda do marido e da filha.
Por favor, escreva para Aida e seus três filhos, mostrando a eles o seu suporte em oração pela vida deles.

Instruções para o envio de cartas:
É extremamente importante que você siga as orientações abaixo. Qualquer correspondência que fugir às regras será descartada.
• Não mencione a Portas Abertas.
• Envie cartas, cartão ou cartão-postal com um ou dois versículos, ou um pequeno texto, em espanhol.
• Se for enviar um cartão-postal, não coloque seu endereço. Seu nome e país são suficientes.
• Os cristãos sempre gostam de receber desenhos infantis. Se você for encorajar seus filhos ou crianças de sua igreja a desenhar, tenha certeza de que os desenhos não fazem alusão à violência. Desenhos desse tipo não serão enviados.
• Não mande dinheiro no envelope. Se quiser ajudar, entre em contato conosco.
Mande sua carta para o endereço:
Portas Abertas Brasil
Caixa Postal 12.655
CEP 04744-970 
FontePortas Abertas

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.