Angela Natel On quinta-feira, 19 de janeiro de 2012 At 08:20

Por André Sanchez
“Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas operando grandes sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos.” (Mt 24. 24). A palavra de Jesus nos ensinando a sermos cautelosos com relação a ensinos contrários a Palavra de Deus, que virão de dentro de igrejas e realizados por falsos líderes, é algo que precisamos começar a observar com mais veemência. Nesse artigo vou listar 7 coisas que são contrárias ao que diz a Bíblia e que devem ser evitadas na vida de quem quer realmente seguir a Deus de verdade. Resista a essas coisas, fuja delas.

Fuja de algumas coisas pregadas nas igrejas1-) Teologia da prosperidade

Ao menor sinal dela, fuja. Se perceber pregações dizendo que Jesus era rico, que o jumentinho que Jesus andou era a BMW da época, cuidado, pois a teologia da prosperidade está se enraizando. Cuidado com ensinos que focam riquezas e prosperidade financeira como marca da bênção de Deus. Cuidado com ensinos que dizem que pobreza é maldição. Os ensinos da teologia da prosperidade não cabem na vida do verdadeiro servo de Deus.

2-) Oração ordenando e determinando a Deus

Nunca faça isso! Fuja de pessoas que te ensinem a determinar coisas a Deus. Isso é absurdo. Nunca determine ou ordene nada a Deus. Quem faz isso é tolo e totalmente desprovido de temor. O verdadeiro crente ora em humildade e no temor do Senhor.

3-) Unções extravagantes (unção do riso, cai-cai, unção do leão, etc)

O Espírito Santo equipa a igreja com dons proveitosos. O diabo equipa pessoas com carnalidade, tais como, ficar rindo feito um doido nos bancos das igrejas, ficar caindo no chão da igreja sem propósito algum, ficar andando de quatro como animais, ficar afirmando o aparecimento de dentes de ouro na boca de servos de Deus… O Espírito Santo não é palhaço. Fique atento com coisas como essas e fuja delas. Tem muito teatro e manipulação envolvidos, além, é claro, da falta de embasamento bíblico para tais praticas. Busque unções verdadeiras como a de servir, de orar, de evangelizar, de levar a cruz de Cristo…

4-) Venda de objetos “ungidos”

Rosa do amor, cimento da casa própria, água ungida, martelo da justiça, toalhinhas… não oferte nada em troca dessas coisas. São ridículas! É um estelionato que ilude as pessoas! Deus age em nossa vida por meio da fé e não de objetos. Deus não cobra para abençoar. Não encha os bolsos de pastores travestidos de lobos! Quem adquire tais coisas quer barganhar com Deus e se dará mal. O verdadeiro servo de Deus foge disso e confia em Deus plenamente sem a necessidade de adquirir, tocar ou ver nada.

5-) Tietagem a artistas gospel

Fuja da idolatria a personalidades gospel. Qualquer forma de admiração excessiva que te leve a colocar tal personalidade em um altar, é pecado. Histeria, choro descontrolado e sacrifícios por essas pessoas ofendem a Deus. Toda glória a Deus! Deus não divide sua glória, por isso, cuidado com a idolatria a artistas, que tem sido muito praticada atualmente dentro da igreja e que é destrutiva.

6-) Idolatria a líderes (apóstolos, bispos, missionários, pastores, etc.)

Não coloque um líder, seja quem for, debaixo de uma infalibilidade que ele não tem. A palavra de qualquer líder está sujeita à Palavra de Deus. Só será correto o que o líder diz, se o que disser, estiver de acordo com o que Deus disse na Bíblia. Se você defende seu líder baseado em milagres, demonstrações de poder, etc, e não baseado na conduta dele ser de acordo com a Palavra, está errado. Líderes verdadeiros são instrumentos de Deus e mais nada. Cuidado com os falsos líderes que te levam a idolatra-lo. Servos de Deus só adoram a Deus.

7-) Cultos centrados no entretenimento

Igreja não é clube, nem shopping, nem boate, nem parque de diversões. Igreja é local de proclamação da Palavra, glorificação de Deus, comunhão. Fuja de igrejas que querem competir com o entretenimento que há no mundo. Igreja não foi feita para entreter, mas para transformar vidas. E transformação é pelo conhecimento da Palavra da vida. Por isso, o culto deve ser centrado na Palavra e em Jesus Cristo.
É você, sabe mais alguma coisa a evitar para acrescentar a essa lista?

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.