Angela Natel On sexta-feira, 25 de novembro de 2011 At 06:06
biblia_para_o_jovem.portal
SBB promove eventos comemorativos para o Dia da Bíblia. O tema deste ano é baseado na Bíblia para o jovem


Por Oficina da Palavra (SBB)



A Bíblia para o Jovem” é o tema que vai orientar as celebrações do Dia da Bíblia 2011, no segundo domingo de dezembro. Todas as igrejas brasileiras podem participar da campanha proposta pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB). Baseada em Provérbios 3.6 - Lembre de Deus em tudo o que fizer, e ele lhe mostrará o caminho certo -, tem o objetivo de conectar a juventude com a Palavra de Deus e enfatizar a importância dos princípios bíblicos para a vida.
“Desenvolvemos uma série de ferramentas para ajudar igrejas, congregações e ministérios a colocar a Bíblia no dia a dia dos jovens brasileiros. É importante que os líderes desses jovens também sejam envolvidos na preparação de uma grande celebração em torno do Livro Sagrado”, diz o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, Erní Seibert.
O lançamento da campanha acontecerá entre os dias 27 de setembro e 13 de outubro. “Serão realizados eventos regionais em diversas partes do país, com o intuito de engajar a liderança cristã nesta grande festa em torno do livro mais lido, traduzido e produzido de todos os tempos”, explica Seibert.
Confira, a seguir onde acontecerão esses eventos:
-       27/09
§        Belém (PA) - Das 8h30 às 12h – Secretaria Regional da SBB em Belém, Av. Assis de Vasconcelos, 356.
-       28/09
§        Rio de Janeiro (RJ) - Das 8h30 às 12h – Centro Cultural da Bíblia, Rua Buenos Aires, 135, Centro. Recife (PE)
§        Belo Horizonte (MG) - Das 8h30 às 12h – Secretaria Regional da SBB em Belo Horizonte, Rua Caldas da Rainha, 2.070.
§        Porto Alegre (RS) - Das 8h30 às 12h – Igreja Batista Filadélfia, Avenida Plínio Brasil Milano, 1.835.
§        Recife - Das 8h30 às 12h – Seminário de Educação Cristã, Rua Padre Inglês, 143, Boa Vista.
-       08/10
§        Brasília (DF) - Das 8h30 às 12h – Auditório da Faculdade Evangélica de Brasília, SGAS 910 Lt 33/34, Cj. D.
-       13/10
§        Barueri (SP) - Das 8h30 às 12h – Museu da Bíblia, Avenida Pastor Sebastião Davino dos Reis, 672, Vila Porto
-       14/10
§        Curitiba (PR) - Das 8h30 às 11h30 – Secretaria Regional de Curitiba, Avenida Marechal Floriano Peixoto, 2952, Parolin


Entre os itens disponibilizados pela SBB estão: cartazes, material para evangelização de jovens, cofrinho para crianças, envelopes para arrecadação de ofertas pela distribuição da Bíblia, modelo para confecção de camisetas do Dia da Bíblia e Planos de Leitura da Bíblia segmentados: para crianças e jovens, além de um para a leitura da Bíblia completa em um ano. Este material pode ser solicitado através do hotsite www.sbb.org.br/diadabiblia, onde também estão reunidas informações detalhadas sobre como usar essas ferramenta e ideias para marcar o Dia da Bíblia 2011.
“As igrejas também poderão utilizar o hotsite do Dia da Bíblia para divulgar suas programações. Mas é importante que elas se mobilizem para comunicar suas ações ao maior número de pessoas possível, utilizando seus próprios meios de comunicação: boletins, jornais, informativos, programas de Rádio e TV, Internet e redes sociais”, orienta Seibert.
O Dia da Bíblia é celebrado no segundo domingo de dezembro e durante toda a semana que o precede. A SBB estará engajada na divulgação de eventos e programações, realizadas por igrejas de todo o País.
O Dia da Bíblia
Criado em 1549, na Grã-Bretanha pelo Bispo Cranmer, o Dia da Bíblia começou a ser celebrado no Brasil em 1850, quando chegaram da Europa e EUA os primeiros missionários evangélicos. Porém, a primeira manifestação pública aconteceu quando foi fundada a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), em 1948. Graças ao trabalho de divulgação das Escrituras Sagradas, desempenhado pela SBB, as comemorações se intensificaram e diversificaram, passando a incluir a realização de cultos, carreatas, shows, maratonas de leitura bíblica, exposições bíblicas, construção de monumentos à Bíblia e ampla distribuição de Escrituras - formas que os cristãos encontraram de agradecer a Deus por esse alimento para a vida.
A SBB
A Sociedade Bíblica do Brasil é uma organização sem fins lucrativos, de natureza filantrópica, assistencial, educativa e cultural. Sua finalidade é traduzir, produzir e distribuir a Bíblia Sagrada, um verdadeiro manual para a vida, que promove o desenvolvimento espiritual, cultural e social do ser humano, provocando, assim, a transformação daquele que com ela entra em contato. Para cumprir a missão de distribuir, de forma relevante, a Bíblia a todas as pessoas desenvolve programas de assistência social em todo o País. Fundada em 1948, construiu sua trajetória com base na missão de "promover a difusão da Bíblia e sua mensagem como instrumento de transformação espiritual, de fortalecimento dos valores éticos e morais e de incentivo ao desenvolvimento humano, nos aspectos espiritual, educacional, cultural e social, em âmbito nacional”.
A SBB faz parte das Sociedades Bíblicas Unidas (SBU), uma aliança mundial fundada em 1946 com o objetivo de facilitar o processo de tradução, produção e distribuição das Escrituras Sagradas por meio de estratégias de cooperação mútua. As SBU congregam 146 Sociedades Bíblicas, atuantes em mais de 200 países e territórios. Essas entidades são orientadas pela missão de promover a maior distribuição possível de Bíblias, numa linguagem que as pessoas possam compreender e a um preço que possam pagar.

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.