Angela Natel On domingo, 20 de novembro de 2011 At 06:07

O cantor, diretor e produtor musical Steve Taylor teve um belo achado entre suas letras provocativas e as vezes até irônicas desde o início em 1982, quando lançou o EP "I Want to Be a Clone". A faixa-título é o ponto da provocação desse post de hoje:

Steve Taylor - I Want to Be a Clone (traduzido)

Eu tinha ido com tantas outras coisas
Que a caminhada até o altar foi difícil
Mas agora eu sei que não foi o suficiente
Eu quero ser um clone

Pedi ao Senhor em meu coração
Eles disseram que era assim que começava apenas
Mas agora eu tenho que desempenhar o "papel"
Eu quero ser um clone

Seja um clone e vá dormir convicto
Se não estiver clonado está longe da Piedade, certo?
Eu sou grato que eles mostraram-me o caminho
Porque eu nunca poderia saber o caminho
Para servi-lo do jeito que eu sou
Eu quero ser um clone

Disseram-me que eu ia cair
A menos que eu seguisse o que eles dissessem
"Quem precisa a Bíblia de qualquer maneira?"
Eu quero ser um clone

Sua "língua" era algo novo para mim
Mas logo os mestres nessa língua me ensinaram
Agora eu posso falar fluentemente
Eu quero ser um clone

Seja um clone e vá dormir convicto
Se não estiver clonado está longe da Piedade, certo?
Eu sou grato que eles mostraram-me o caminho
Porque eu nunca poderia saber o caminho
Para servi-lo do jeito que eu sou
Eu quero ser um clone

Mande os clones!

Ah, eu meio que queria dizer aos meus amigos e as pessoas sobre isso, sabe?

O quê?

Você ainda é um bebê
Você tem que crescer
Dê-lhe 20 anos ou mais
Porque se você quiser ser um de Seus (de Deus no caso)
Tem que agir como um de nós

Seja um clone e vá dormir convicto
Se não estiver clonado está longe da Piedade, certo?
Eu sou grato que eles mostraram-me o caminho
Porque eu nunca poderia saber o caminho
Para servi-lo do jeito que eu sou
Eu quero ser um clone

Então agora eu vejo todo o projeto
Minha igreja é uma linha de montagem
As peças estão lá, estou me sentindo bem
Eu quero ser um clone

Eu aprendi o suficiente para se manter à tona
Mas o barco ainda está balançando um pouco
Estou contente por eles terem enfiado tudo isso por minha guela abaixo
Eu quero ser um clone

Todos devem ser clonados!


Essa letra revela uma questão complicada e real: será que somos servos de Deus que estamos imitando a imagem DO CORDEIRO DE DEUS ou apenas imitando nossos companheiros de igreja? Será que temos que fingir sermos iguais a irmão tal ou pastor fulano para podermos parecer com cristãos, ou devemos ser a imagem de Cristo? Vejo cristãos que perdem tempo tentando se parecer com líderes ao invés de buscar como parecer-se mais com Jesus, na falsa convicção de que ao imitar os irmãos mais velhos você está se aproximando de Cristo, quando na verdade muitas vezes isso acaba apenas levando as pessoas que fazem isso a se tornarem verdadeiras charlatãs da fé, acostumadas a ter uma boa posição social dentro da igreja por você se assemelhar a todos eles.

Não precisamos fingir ser o que não somos. Temos que buscar parecermos com Cristo, não com irmãos e pastores. Eu NÃO quero ser um clone. E sim, eu tenho que buscar imitar sim irmãos e líderes NAQUILO em que eles imitam a Cristo, não naquilo que eles ACHAM ser o padrão "correto" de uma vida cristã.



http://grindlie.blogspot.com/2011/11/eu-nao-quero-ser-um-clone.html

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.