Angela Natel On domingo, 7 de agosto de 2011 At 06:19

‘Deus não levou em conta essa ignorância, mas
agora ordena que todos, em todo lugar, se arrependam.Pois estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio do homem que
designou. E deu provas disso a todos, ressuscitando-o dentre os mortos”
(Atos 17:30-31)

No verão de 2010, o mundo todo teve seus olhos
voltados para Nova Yorque, nos EUA. Uma nova
mesquita estava sendo proposta para ser construída a
dois quarteirões do marco zero dos atentados de 11 de
Setembro em Manhattan. De repente o planeta inteiro
ficou ciente de que haviam muçulmanos em N.Y.. A
maioria dos americanos também descobriram, para
sua surpresa, que há cerca de 600.000 Muçulmanos na
cidade, bem como cerca de 100 mesquitas. Uma mesquita, localizada há quatro quarteirões do marco zero,
perdeu diversos de seus membros no famoso ataque terrorista em 2001. Não importa o que as pessoas possam
pensar ou sentir sobre Muçulmanos construindo uma
mesquita próximo ao local do “marco zero”, nós como
crentes somos todos chamados para orar pelo cumprimento dos propósitos de Deus entre os Muçulmanos da cidade de N.Y.. Ele certamente está chamando muitos
Muçulmanos para seu Reino eterno. O sangue de Jesus
foi derramado por eles. Oremos pelos muçulmanos na
região da cidade de Nova Yorque..

Idéias para Oração:
Sonde seu próprio coração em relação ao 11 de
Setembro. Será que você tem amargura, preconceito
ou ira contra Muçulmanos em geral por causa deste
ataque? (Hebreus 12:15)
Ore pelas famílias que perderam entes queridos no
atentado de 11 de Setembro. Ore para que eles possam
fazer as pazes com o passado e que estejam prontos
para seguirem adiante com suas vidas, abandonando
toda amargua. Deus é o único que pode ajudar as
famílias daqueles que sofreram perdas neste evento.
Ore por membros da comunidade Muçulmana em N.Y.
que sofreram preconceitos e abusos simplesmente por
serem Muçulmanos, como um resultado dos ataques.
Lembre-se que há uma batalha espiritial nos céus
pela salvação de muitos Muçulmanos na cidade que
ainda estão nas mãos do inimigo. Eles precisam de
livramento da culpa e vergonha do pecado, do poder da
morte e do temor do maligno. “pois a nossa luta não é
contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades,
contra os dominadores deste mundo de trevas, contra
as forças espirituais do mal nas regiões celestiais.” (Ef
6:12). Proclame Hb 2:14 sobre a cidade.
Ore para que os Muçulmanos da região de Nova
Yorque descubram a verdade sobre o Messias, Jesus
através de amizades com crentes, através de intervenções sobrenaturais e por rádio, televisão, internet, livros, folhetos, DVDs e da Bíblia.
Muitos nova-yorquinos são necessarios. Crentes de
toda Nova Yorque são necessários para proclamar as
Boas Novas à comunidade Muçulmana.

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.