Angela Natel On quinta-feira, 18 de agosto de 2011 At 08:53


A sabedoria de Deus (Prov. 8:25): “antes
de serem estabelecidos os montes e de
existirem colinas eu nasci.”. Originais da
costa leste da Sumatra, os Kerinci fugiram
de muçulmanos sultanatos numa guerra
antiga levantada em direção à sua terra
natal, nos altos das montanhas Bukit Barisan. Eles falam indonésio Kerinci e Bahasa. A maioria dos 260 mil Kerinci são fazendeiros cultivadores de arroz, batatas,
café, canela e até mesmo resina e rotim
das áreas florestadas. Aqueles que vivem
próximo ao Lago Kerinci e outros lagos
pequenos são pescadores. Os Kerinci têm
sido aptos a resistir à assimilação com as
pessoas mais fortes da planície. Atualmente,
seu isolamento tem sido trocado por realocações em massa promovidas pelo governo
de Jawa, Sunda e Bali, com a finalidade
de estabelecer plantaçòes em seu rico solo.
Além disso, um parque nacional de classe
mundial tem sido desenvolvido pelo Wold
Wildlife Fund (WWF) para preservar a floresta tropical, sua flora e fauna. O Islã é a
principal religião dos Keirinci, mas eles ainda se apegam ao animismo, especialmente
notado pelo uso tradicional de seus médicos-feiticeiros para abençoar as colheitas.


Idéias para Oração:
Peça ao Senhor para dar sabedoria e favor
aos crentes indo para os Kerinci.
Ore pela sabedoria e autoridade do Senhor
ao lidarem com as forças espirituais que
mantém o povo escravizado por gerações. (1 Cor.
1:30; 2 Cor. 10:4)

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.