Angela Natel On quarta-feira, 27 de julho de 2011 At 06:19
Dias atrás recebi um email falando do livro Lealdade e Deslealdade, escrito por um tal Bisbo africano Dag Heward-Mills e editado pela Parchment House e que, nas palavras dele, seriam pérolas de grande utilidade por aqueles que perecem por falta de conhecimento e seriam grande exemplo de humildade e altruísmo.
Quando li o material que enviou, na hora achei que era sacanagem dele! Mas não era.
Relutei pra colocar este post, mas relendo esse material, não me contive e quero compartilhar com você esses pensamentos tão profundos...
O texto é longo, mas vale a pena refletir sobre o que certas igrejas tem incentivado seus líderes e fiéis a lerem e absorverem.
Pra mim só existe um intuito... controlar atrás do medo, da culpa, da ganância de forma que líderes ("profetas, apóstolos, pai-póstolos, etc") assim não sejam questionados pela massa de manobra das igrejas. Que não se levantem verdadeiros profetas no meio do povo.

*****************************************
28 MANEIRAS DE HONRAR SEU PROFETA
– Honre sempre o seu profeta porque a sua bênção está nas mãos dele.
A benção de Eliseu estava nas mãos de Elias.
A benção dos doze discípulos estava nas mãos de Jesus.
A vitória de Josué estava nas mãos de Moisés.
Somos despenseiros de Deus (I coríntios 4:1-2).
O despenseiro é o guardião da propriedade alheia, administrador de bens que pertence aos outros, gerente, mordomo, tesoureiro. Em relação aos escravos o despenseiro era um supervisor e em relação Senhor ele era um servo.
01. - Fale do seu profeta com admiração. (fico pensando se João Batista teria tempo pra dar atenção para os babões de plantão)
Faça isto quando estiver falando, pregando ou ensinando.
02. - Cite pérolas de sabedoria do seu profeta com freqüência. (principalmente aquelas que ele leu em algum lugar e depois diz como se fosse dele a autoria)
Jesus é a cabeça da igreja e somente ele deve ser exaltado, contudo você deve saber que em cada organização há um tronco e este é o seu profeta e ele deve ser honrado, portanto fale do seu profeta como um exemplo a ser seguido.
03. - Tenha uma admiração genuína pelo seu profeta e elogie-o sempre e em todas as ocasiões. (minha admiração ainda continua por Cristo)
Para começar, se você não admira seu profeta nem sequer deveria estar seguindo-o. O bom seguidor enxerga boas coisas nas decisões do seu líder.

04. - Apresente publicamente seu profeta de maneira entusiasmada e faça elogios a sua mensagem. (Senhores e senhoras do auditório, com vocês o profeta da prosperidade !!!)
Testemunhe publicamente sobre como você foi abençoado através das mensagens do seu líder e as pessoas o admirarão mais ainda.
05. - Celebre a visita e a presença do seu profeta com entusiasmo. (Galera, hoje tem festa no ap! O profeta dos dentes de ouro chegou.)
O normal é alguém ficar feliz com a chegada de alguém que ama e manifestar isso de alguma maneira.
Certamente tem algo de errado com alguém que não se alegra com a chegada do seu líder.
06. - Faça os críticos de plantão entender, com as suas atitudes e gestos que elas vieram reclamar com a pessoa errada. (ops, agora foi pra mim!)
Se várias pessoas tem liberdade para chegar a você e falar mal do seu líder, tem algo errado com você.
É preciso ter um espírito rebelde, para as pessoas terem liberdade e abertura para vir falar mal do seu líder para você.
07. - Encontre justificativas genuínas para qualquer engano do seu profeta. Não o exponha ao ridículo. (errar é humano, mas pedir perdão pelos erros é divino. Se errou admita e continue caminhando!)
Todos têm uma cota de falhas e seu profeta não é a exceção. Caso ele se atrase, por exemplo, encontre uma boa justificativa ao invés de expô-lo ao ridículo. (é invente uma desculpa)
Cão filho de Noé, foi desleal com seu pai ao expor a sua nudez, expor seu pai ao ridículo, e tanto ele como sua descendência foram amaldiçoados por isso.
Mical envergonhou-se de seu marido Davi, por ele ter tirado a roupa e dançado e tornou-se estéril ( II Samuel 6:15).
Judá estava vivendo um avivamento com a volta da Arca do Senhor mas Mical observava tudo de longe e desprezou Davi em seu coração a ponto de chamá-lo de vadio e sem vergonha e por isso terminou a sua vida estéril.
Mical amava o glamour a glória, quando Davi se mostrou como ele era, ela o rejeitou.
08. - Quando seu profeta não puder participar de um compromisso, você deve estar apto para justificar as partes envolvidas, que ele não pode estar por razões muito importantes.(você deve estar de plantão para se desculpar pelo ser profeta...)
Você deve passar uma boa impressão do seu profeta aos outros e não usar frase, tais como: “Não sei por que ele não veio visitá-lo aqui no hospital, da ultima vez que eu liguei ele estava dormindo ainda!”
09. - Esteja sempre lembrando a todos com atitudes apropriadas que você não é o pastor titular da igreja. (cada um interprete do jeito que quiser)
Quando as pessoas estavam empolgadas com o ministério de João Batista, ele fez questão de enfatizar: “...eu não sou o Cristo, sou apenas o que veio apresentá-lo ao mundo” (João 3:28).
10. - Lembre sempre seus discípulos que você aprendeu o que sabe com seu profeta. (Ainda bem que Deus deixou a Bíblia. Se tudo o que aprendi fosse usado, estaria ferrado)
Jesus sempre dizia: “Eu aprendi com o Pai” (João 5:19).
11. - Quando ministrar na igreja, lembre a todos que você o faz debaixo da autoridade e concordância do seu profeta. (pensei que seria de Deus... cadê minha Bíblia?)
12. - Celebre as conquistas do seu profeta. (Yupi, ele comprou um apartamento novo e com carro zero na garagem...!!!
Nunca pense que ele não merece a fama e a popularidade que alcançou. Quando falaram a João Batista da fama de Jesus, ele respondeu: “Importa que ele cresça e eu diminua” (João 3:30).
13. - Esteja sempre atento ao conforto de seu profeta, cedendo a sua cadeira para ele se for preciso. (O que ele tá fazendo na platéia?)
14. - Fique verdadeiramente empolgado com a chegada e o envolvimento de seu profeta em qualquer atividade da igreja. (vai ser puxa caso assim lá na igreja do ......)
15. - Honre a esposa do seu profeta. (Fala sério, tem algumas mulheres que só querem a grana do cara pra comprar sapato...
Se você recebe bem a minha esposa, você recebe bem a mim.
16. - Decida aprender sempre com o seu profeta. Não fique ressaltando mental ou verbalmente os seus defeitos.
Decidam aprender algo bom com seu profeta todos os dias. Dois discípulos estavam ouvindo a mensagem do seu profeta no domingo de manhã. Um deles disse: “Meu pastor parece que não tem mensagem, pois está repetindo o que pregou na semana passada.” O outro disse: “Como ele ensina bem. Esta repetindo novamente para que ter a certeza de que aprendemos a lição!”(Ops, a comunicação aí não está estabelecida...)
17. - Assista aos DVDs, leia os livros e todo o material produzido pelo seu profeta. (leia nas entrelinhas... COMPRE, COMPRE, COMPRE... ou ele vai de graça pra você?)
18. - Ressalte em suas pregações o sucesso e os feitos heróicos do seu profeta. (feitos heróicos? como assim? que tal fazer festa para os títulos que ele recebe na prefeitura, essas coisas... ah, vamos usar o dinheiro do dízimo pra isso né!)
Use os exemplos de seu líder para lembrar-se de coisas nobres.
19. - Cumpra as determinações tomadas pelo seu profeta, ainda que você tenha uma opinião diferente a respeito do assunto. (é, mesmo que na Bíblia esteja diferente, faça TUDO o que ele mandar! Afinal, não posso questionar os seus erros.)
Você pode dizer: “Não acredito que seja a coisa certa a ser feita, no entanto se você decidir assim, eu obedecerei.”
20. - Nunca crie um grupo de comunhão, ou faça reuniões particulares para tratar de assuntos da igreja sem o conhecimento e a aprovação do seu profeta. (ôpa, proibido reunião paralela, que que seja pra orar...)
21. - De vez em quando prepare surpresas agradáveis para o seu profeta. (isso, vou pagar pra ele um final de semana em Miami pra ele comprar os sapatos pra esposa!)
22. - Quando seu profeta estiver saindo de viagem, acompanhe-o até o aeroporto ou então vá recepcioná-lo quando retornar. (que tal uma caravana pra fazer isso? afinal, o que vai ter de gente pegando carona nessa benção!)
Um discípulo relaxado dirá: “Ele tem esposa. Deixe que ela vá se despedir dele!”
23. - Durante sessões de aconselhamento dê assistência apropriadamente. (hum... discipulado... tô vendo algo interessante aí...)
Você está entendendo o que o pastor esta falando?
Você entendeu que o Pastor está só querendo ajudá-lo?
O Pastor só disse isso porque ama você!
Eu gostaria de ter tido alguém que me aconselhasse assim!
24. - Faça anotações do que o seu profeta falar nas reuniões, pois tudo que seu profeta fale ou ensine deve ser importante para você. (Concordo, mesmo que depois você use como forma de não fazer... não esqueça ATOS 17)
Para anotar o que outro está falando precisa ser humilde.
Se os pastores anotarem o que seu líder esta falando, outros aprenderão a fazer o mesmo.
25. - Ocasionalmente dê presentes ao seu profeta pessoalmente. (dê gravatas, canetas, relógios, essas coisas...)
Ex. mimosa e da mulher que amamenta.
Pesquisa britânica feita em 516 fazendas mostra vacas que são chamadas pelo nome e tratadas como indivíduos tinham uma produção anual de leite superior a 258 litros em média por animal do que aqueles que não fizeram. Trate seu profeta como um individuo.
Um presente transmite mil mensagens diferentes.
Quem presenteia está dizendo: “Eu quero ter da unção que está sobre sua vida!”
Ninguém visitava um profeta sem levar um presente. Ex. Saul.
Os três reis magos.
26. - Esteja preparado para proteger a imagem do seu profeta em qualquer situação embaraçosa que possa surgir devido a um erro cometido por ele. (contrate um segurança pra ele)
Não ignore o fato de que o seu profeta é humano e pode cometer erros. Aliás, profetas não erram se enganam. (ah moleque... essa doeu!)
Um bom discípulo tem a consciência de que está atrelado ao seu pastor e se algo acontecer ambos afundarão juntos, portanto ele ora sempre por ele e oferece conselhos sábios.
27. - Seja o conselheiro sábio de seu profeta e não o bajulador de plantão. (mas primeiro agende com a secretária uma data e espere pacientemente o retorno dela.)
28. - O verdadeiro discípulo conhece o seu lugar. Ele é apenas um aprendiz, apenas isso.(ihhhh, tá cheio)
O bom discípulo é feliz nesta posição.
Líderes devem procurar discípulos felizes em sua posição, assim ele não cobiçará a posição do seu líder.
Porque eu devo praticar estes princípios?
Tudo o que o homem semear isso, ele colherá. (tá me ameaçando?)
Da mesma maneira que você medir você será medido. (é, cadê o restante do versículo?)
O que semeia muito, muito colherá.
Pratique estes princípios e quando a carruagem de fogo vier buscar seu profeta quem sabe ele jogará o manto sobre você. (fala sério!?!?!)
Para vencer isso é preciso um novo começo e Não apenas concertos.
BASEADO NO LIVRO LEALDADE E DESLEALDADE!


****************************************

É isso! Honre seu profeta e o gafanhoto não encontrará sua vida... e serás próspero.

Soli Deo Gloria

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.