Angela Natel On sábado, 26 de março de 2011 At 06:30
Semana 01 em Israel

No dia 20 estivemos na Messianic Jewish Congregation in Jerusalém, mais conhecida como Comunidade Netivyah, liderada pelo Rabino Shulan, e lá pudemos orar, creio eu, pelo evento mais importante da restauração da igreja em Israel nos últimos tempos, pois no dia 28 de março, no período da manhã, acontecerá o julgamento pela Suprema Corte de Israel, do processo que declara a Igreja Messiânica Judaica, como um legitimo movimento judeu religioso. Se a Suprema Corte fizer esta declaração, e isto vai acontecer, por dois motivos, um porque é tempo de Deus para restaurar tudo, outro porque o Rabino Shulam já ganhou esta ação em primeira instância, e porque seus advogados são competentes. Confirmada esta decisão os radicais ortodoxos não mais poderão invadir as igrejas, ou fazer qualquer manifestação contrária aos judeus messiânicos. Acredito que seja importante levantarmos a igreja do Brasil, em intercessão, pois esta vitória consolida a igreja messiânica em território Israelense. E libera de uma forma profética a igreja do Senhor Jesus a voltar as suas raízes. Terei o privilegio de participar desta sessão histórica da Suprema Corte Israelense, após o julgamento estarei informando a todos do resultado. O Rabino Shulam, primeiro Rabino messiânico em Israel, e pessoa extremamente respeitada nos ensinos de restauração da igreja.


“Portanto, lembrai-vos que outrora vós, gentios na carne, chamam circuncisão, feita pela mão dos homens, estáveis naquele tempo sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos aos pactos da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo. Mas agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos contidos em ordenanças, para criar, em si mesmo, dos dois um novo homem, assim fazendo a paz, e pela cruz reconciliar ambos com Deus em um só corpo, tendo por ela matado a inimizade; e, vindo, ele evangelizou paz a vós que estáveis longe, e paz aos que estavam perto; porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito. Assim, pois, não sois mais estrangeiros, nem forasteiros, antes sois concidadãos dos santos e membros da família de Deus;” Efésios 2.11-19


Shalom

De Tel Aviv, para o Brasil.


Ap. Glaucio e Ap. Marili Coraiola


www.servodaorelhafurada.com.br


0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.