Angela Natel On quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011 At 06:29


Por rfbarbosa1963


O Hedonismo (do grego He-dom, que significa “prazer”) é uma teoria ou doutrina filosófico-moral que afirma ser o prazer individual e imediato o bem supremo da vida humana. Surgiu na Grécia, na época pós-socrática.

O hedonismo, também conhecido como a cultura do desejo e das fantasias é uma tendência que cresce em nossa sociedade, valorizando o prazer individual como objetivo de vida. Romper com essa cultura é um desafio para a igreja atual mesmo porque muitos dos “pecados” que envolvem a sexualidade de muitos cristãos não acontecem na prática em si mas são gerados e alimentados nas deturpações de mente.

Nós vivemos em uma sociedade consumista e imediatista. Queremos tudo para “ontem” e já. Somos como que uma criança que pede algo aos pais e caso não receba imediatamente se aborrece até conseguir.

Os meios de comunicação em geral tem de certa forma contribuído para que isto aconteça.

Geralmente comento que o mundo é um “campo minado” (figuradamente falando), e só estando em Cristo e vivendo em conformidade com as escrituras sagradas poderemos caminhar neste mundo sem nos ferir ou ferir ao nosso próximo. Lembro-me de uma frase que o Bp Ubirajara citou a algum tempo(“O conhecimento intelectual da Bíblia não gera vida em nós, é preciso que a palavra entre no coração”).

Concordo plenamente com o que o Bp Walter Mc-Alister escreveu no livro “O fim de uma era”, pg. 46:

“Históricamente, o hedonismo generalizado é um dos sinais de uma civilização que está morrendo. E nossa civilização está morrendo. Não somos mais movidos por idéias ou ideais, só queremos saber do agora, do prazer.

Isso quer dizer que estamos vivendo o fim de uma era, tanto cristã quanto ocidental. O ocidente está agonizando. É extremamente importante que enxerguemos isto. Nós estamos à beira de uma mudança cataclísmica na estrutura e na face de nossa civilização. O mundo está para ser estremecido, mudando sua face, a maneira pela qual as pessoas se relacionam, as regras de convivência social, a definição do que é um “ser humano”. E, com o mundo, a Igreja como nós a conhecemos ou será reformada ou morrerá. Hedonismo não é a doença, é um sintoma de algo muito mais profundo e grave.

Cartaviva

Revista de Cultura e Informação Editada pelo Ministério Sal da Terra – Uberlândia- MG – Brasil | Ano 2010 Nº12

Ministério Sal da Terra

0 comentários:

Liberdade de Expressão


É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se:
“é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença"(inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.